IFMS em Naviraí recebe área para implantar Fazenda Escola

O Campus Naviraí do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul () foi contemplado, neste mês, com a doação de uma área de 43 hectares localizada em frente à futura sede definitiva da unidade, o que irá permitir a implantação de uma Fazenda Escola para a realização de atividades de ensino, pesquisa e extensão relacionadas ao eixo agrário.

A área, parte da Fazenda Santa Rosa, de propriedade da Companhia Mate Laranjeira, foi doada pela Prefeitura Municipal, por meio da Lei 2.295/2020, após desapropriação negociada por R$ 1,3 milhão junto à empresa em 2018.

“A obtenção da área é uma grande conquista para o e para Naviraí. Foram três anos de articulação com as iniciativas pública e privada, para o alinhamento de todo o processo que se materializa agora com nossa Fazenda Escola”, celebra Matheus Bornelli de Castro, diretor-geral do campus, que esteve à frente da iniciativa desde o começo.

“Não é possível pensar qualquer curso de Recursos Naturais sem ter prática de campo. Experimentos, práticas agrícolas e dias de campo poderão ser realizados nesta área que conseguimos”, comemora o diretor-geral do campus Naviraí, Matheus Bornelli
Segundo Matheus, uma comissão do campus já entregou um estudo preliminar no qual estão definidas diretrizes de uso da terra e delimitadas as áreas de proteção permanente, de reserva legal, e de cultivo relacionado às atividades práticas a serem desenvolvidas no espaço.

“Não é possível pensar qualquer curso de Recursos Naturais sem ter prática de campo. Todos os experimentos, as práticas agrícolas e dias de campo dos cursos técnicos em Agricultura e Agronomia poderão ser realizados nesta área que conseguimos”, comemora.

A lei que concede ao campus a posse da área estabelece que o espaço terá, formalmente, o nome de “Fazenda Escola Sakae Kamitani”, em homenagem ao fundador da Cooperativa Agrícola Sul Matogrossense (Copasul) e um dos pioneiros do município.

Funcionamento – Desde 2015, o campus funciona provisoriamente no Centro de Educação Profissional Senador Ramez Tebet. A sede definitiva está sendo construída na Rodovia MS 141, km 4, s/nº.

Apesar de ser a única unidade do em espaço provisório e das obras terem sofridos constantes atrasos por desistência das construtoras que venceram as licitações, Matheus esclarece que a implantação da Fazenda Escola não terá impacto na conclusão do campus.

“A Copasul foi uma importante mediadora de todo o processo de obtenção da área, tendo inclusive ajudado com aporte financeiro. Do valor da área, R$ 1,1 milhão foi obtido mediante colaboração da Copasul, diante do interesse público da área, junto à prefeitura”, destaca Matheus.
“Para as obras da sede definitiva, já temos garantidos, por meio de Termo de Execução Descentralizado [TED], R$ 1,5 milhão para este ano, com previsão de chegarmos a R$ 4,5 milhões de recursos do Governo Federal nos próximos anos”, explica.

Como não há previsão de benfeitorias na Fazenda Escola, os recursos do e as parcerias com instituições públicas e privadas serão suficientes para que a área entre em funcionamento em breve.

“Além do aporte de recursos financeiros do , há parcerias com instituições de pesquisa privadas, a própria Copasul, e instituições públicas, como a Agraer e a Embrapa, que irão permitir o desenvolvimento de atividades”, finaliza.

De acordo com a escritura da área, pelos próximos 20 anos, a Fazenda Escola não poderá ser penhorada ou alienada. A lei prevê, também, que a doação realizada será revogada caso haja extinção dos cursos agrícolas pelo campus.

Atualmente, o em Naviraí oferta cursos técnicos integrados, inclusive na modalidade Educação de Jovens e Adultos (Proeja), subsequentes, presenciais e a distância, nas áreas de Informação e Comunicação e Recursos Naturais, além de cursos superiores de Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Agronomia, e pós-graduação em educação.

Destaques – Ações de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas pelo em Naviraí foram destaque nos últimos anos. É o caso do IF Clima, aplicativo de monitoramento climático criado por estudantes em um projeto de pesquisa aplicada e extensão tecnológica

No ano passado, pela primeira vez, o campus conquistou o prêmio de melhor equipe na etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR). Em 2018, o grupo “Os Carecas”, formado por estudantes da unidade, foi vencedor na categoria juvenil do 9º Festival Estudantil Temático de Trânsito (Fetran).

Nos últimos anos, estudantes do em Naviraí também foram escolhidos para representarem Mato Grosso do Sul no Parlamento Jovem Brasileiro (PJB) e no Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM).

Projetos de incentivo à produção agroecológica e de hortaliças folhosas hidropônicas também estão entre as iniciativas que vêm beneficiando a comunidade da região.

“A Copasul foi uma importante mediadora de todo o processo de obtenção da área, tendo inclusive ajudado com aporte financeiro. Do valor da área, R$ 1,1 milhão foi obtido mediante colaboração da Copasul, diante do interesse público da área, junto à prefeitura”, destaca Matheus, que ressalta também a importância do prefeito Izauri de Macedo e do presidente da Mate Laranjeira, Raul Prates, para o sucesso da iniciativa.

Os 43 hectares recebidos agora, somados aos sete hectares relativos à área da sede definitiva, irão permitir ao Campus Naviraí pleitear a alteração de tipologia, junto ao (), para se tornar um campus agrícola. Esta mudança teria impacto significativo para obtenção de recursos orçamentários e códigos de vagas de servidores. (Informações da assessoria)

IFMS em Naviraí recebe área para implantar Fazenda Escola
Mais notícias