IBGE: Pantanal perdeu 1,6% de área natural em 18 anos, mas é o bioma mais preservado do país

Por outro lado, o cerrado, que predomina em MS, perdeu área equivalente ao estado do Acre

Em evidência este ano devido aos incêndios, o Pantanal é o bioma brasileiro que menos perdeu área natural do pais, indica pesquisa divulgada nesta quinta-feira (24) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O levantamento analisou dados de 2000 e 2018 para comparar as mudanças na vegetação nativa. Considerado uma das maiores extensões úmidas contínuas do planeta, o Pantanal perdeu 2,1 mil quilômetros quadrados no período, que corresponde a 1,6% do total.

Em 2018, 87,5% de seu território tinha cobertura natural (vegetações florestal e campestre e área úmida), e a maioria (59,9%) das alterações verificadas, a partir de 2010, corresponde a conversões para pastagem com manejo sobre áreas naturais campestres.

Pantanal
Mapa do Pantanal brasileiro

perdeu área equivalente ao Acre

O Brasil perdeu 152 mil quilômetros quadrados do cerrado em 18 anos, área equivalente ao estado do Acre. O bioma cobre boa parte de , com exceção do Pantanal e da região sul, onde predomina a .

Conforme o IBGE, a característica das perdas de área natural do cerrado entre os anos de 2000 e 2018 é que o verde está sendo substituído pela agricultura, principalmente na região de , “que possui alta capacidade de investimento dos atores envolvidos, bem como aptidão agrícola do solo”.

Na região nordeste de MS, a principal substituição verificada no período foi da vegetação nativa para a silvicultura, que é o cultivo de florestas através do manejo agrícola, afim de produzir madeiras e outros derivados.

Cerrado
é o bioma predominante em MS
IBGE: Pantanal perdeu 1,6% de área natural em 18 anos, mas é o bioma mais preservado do país
Mais notícias