Com biossegurança, Guanandizão tem 1º evento esportivo após estabilizar pandemia em MS

Evento é marco da reabertura do ginásio, que ficou sete anos fechado

Depois de sete anos fechado, o recebe um evento de peso na sexta-feira (30) em Campo Grande. O ginásio, que foi reinaugurado após anos fechado, recebe a Supercopa de vôlei masculino, o primeiro evento esportivo com público e transmissão televisiva durante a pandemia no Brasil. 

Com biossegurança, Guanandizão tem 1º evento esportivo após estabilizar pandemia em MS
Rodrigo Terra diz que evento deve servir de exemplo para outros jogos no país. (Foto: Henrique Arakaki)

Para servir de exemplo para eventos futuros, o ginásio deve seguir as normas de biossegurança à risca. O local, que tem capacidade para 6 mil pessoas, deve receber somente 600. Diretor-presidente da (Fundação Municipal de Esportes), Rodrigo Terra afirma que, se antes um evento de sucesso era ter o ginásio lotado, agora o objetivo é servir de exemplo com um evento esportivo seguro. 

“Sem a pandemia, a nossa preocupação era lotar a casa. Agora, como é um evento nacional, já vemos como um sucesso. Nossa preocupação é seguir as medidas de segurança, para que tudo funcione”, diz.

Para garantir o distanciamento entre as pessoas, o público será dividido entre as cadeiras e a arquibancada. A cada cadeira ocupada, há duas vazias, para evitar o contato. Nas fileiras, a ocupação é intercalada: uma vazia, uma ocupada e outra vazia novamente. A distância deve ser mantida mesmo entre pessoas que são da mesma família. 

Para verificar se há alguém contaminado com o coronavírus, testes rápidos serão realizados em toda a equipe que vai trabalhar diretamente com os atletas e as comissões técnicas. Nesta quarta-feira (28), são realizados os testes rápidos de coronavírus em 50 pessoas, na quinta (29) são mais 60 pessoas testadas, somando 110 testes rápidos. No dia 6 de novembro, é realizado o evento da Supercopa de vôlei feminino, quando mais 110 pessoas serão testadas.

Rodrigo Terra explica que o público foi convidado pela Fundesporte, ou seja, não é possível comprar ingressos para o evento. “Foram escolhidas pessoas que se envolveram na história do , como pessoas que trabalharam aqui e atletas que participaram de jogos importantes”, explica. 

Para garantir a segurança do público, haverá medição de temperatura nas sete entradas do ginásio, além de álcool em gel e disponibilização de máscaras descartáveis. Equipes de também estarão no local.

Com biossegurança, Guanandizão tem 1º evento esportivo após estabilizar pandemia em MS
Orivaldo diz que equipes da Vigilância estarão em todos os portões do ginásio. (Foto: Henrique Arakaki)

Coordenador de , Orivaldo Moreira explica que o está apto para receber o evento esportivo e que segue todas as medidas de biossegurança. “Queremos realizar um evento moderno, será o primeiro e queremos ser um exemplo para o país”, ressalta. 

O coordenador técnico de organização de evento da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de ), Rodrigo Miranda conta que todos estão ansiosos e otimistas com o jogo. “É o primeiro evento com público e televisionado, a pressão é muito maior, o Brasil todo vai ver e vamos ficar atento às normas de biossegurança”.

Ele ainda diz que o evento é uma porta de entrada, para que Campo Grande possa receber mais jogos de nível nacional. “Esse evento já seria marco só pela reabertura . Vai testar nossa capacidade de realizar evento desse porte, é porta de entrada para receber eventos de peso”, frisa. 

Durante o evento, a avenida Ernesto Geisel será interditada desde a Manoel da Costa Lima, para evitar tumulto na região do . Fiscais da (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) estarão em frente ao ginásio, para ajudar na organização. 

Com biossegurança, Guanandizão tem 1º evento esportivo após estabilizar pandemia em MS
Mais notícias