Após médicos pedirem doação até de máscaras, Governo diz que HRMS tem material contra coronavírus

Comitê do Hospital Regional divulgou pedido à sociedade de materiais prontos e itens para confecção diante de falta mundial dos produtos

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) divulgou nota na manhã deste domingo (22) para informar que, até o momento, o HRMS (Hospital Regional Rosa Pedrossian) tem em estoque os equipamentos de proteção individual para seus profissionais de saúde. A manifestação foi divulgada depois um órgão da unidade foi à internet solicitar doações desses materiais e outros que possam ser usados para confeccionar os EPIs –o que seria, conforme o Governo do Estado, uma “medida preventiva” e “alternativa” à falta de produtos no mundo.

O HR é a unidade eleita para atendimento e controle de casos de coronavírus e, conforme a SES, “possui estoque suficiente de EPI’s – Equipamentos de Proteção Individual, o que inclui máscaras N95, máscaras cirúrgicas, óculos, luvas, jalecos, entre outros”. A Secretaria informou ter adquirido 10 mil máscaras N95, 20 mil hastes de swab (usadas para coleta de amostras), tubos criogênicos, ponteiras laboratoriais, álcool 70%, luvas e toucas.

Além de informar a aquisição de mais 800 máscaras N95, a pasta destacou que “mais materiais essenciais à atividade hospitalar, fornecidos pelo Ministério da Saúde, deverão ser entregues nos próximos dias” e garante que tomou todas as medidas cabíveis para funcionamento do HR nas ações contra a pandemia. Nesse sentido, foi aumentado o quantitativo de servidores a serem contratados em seleção simplificada em andamento, “desospitalização [continuidade de tratamentos em casa ou em unidades de saúde] para aumento da capacidade de atendimento, montagem de tendas, entre outros”.

A SES ainda disse estar em dia o pagamento a todos os fornecedores do HRMS.

Doações

Quanto a informação sobre a necessidade de doações de EPIs, a SES informou haver um movimento oficial para estímulo para doação de luvas e máscaras como medida preventiva, “uma alternativa diante da restrição mundial de oferta desses produtos já como consequência da própria expansão do Covid-19”.

As doações oficiais são direcionadas ao Comitê Operativo de Emergência do HR e incluem máscaras N95, luvas de procedimento (P, M e G), touca descartável, aviamentos (linha, punho para avental, elástico tipo cordão de 205 mm, tecidos (TNT gramatura 80, tricoline, napa), arame de amarração (gravatinha) e fraldas para adulto (todos os tamanhos).

“Empresários e população que possuem estoques desses produtos podem ajudar com a iniciativa que é de caráter preventivo, mas necessário. A entrega pode ser feita nos quartéis do Corpo de Bombeiros Militares da Capital”, complementou a nota.

Após médicos pedirem doação até de máscaras, Governo diz que HRMS tem material contra coronavírus
Mais notícias