Geraldo reitera apoio a Mandetta e anuncia hospital de referência contra o coronavírus em Dourados

Secretário afirma que ministro da Saúde tem respaldo dos Estados; Hospital da Mulher e da Criança terá leitos abertos para receber pacientes com a Covid-19

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, reiterou neste domingo (5) apoio ao ministro Luiz Henrique Mandetta, em meio à tensão entre este e o presidente Jair Bolsonaro quanto as ações de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19). Conforme o titular da SES, os demais secretários de Saúde dos Estados hipotecaram “apoio irrestrito” ao ministro.

Além dessa ação, Geraldo confirmou que, ao lado do Ministério, prepara a abertura do Hospital da Mulher e da Criança de Dourados –a 233 km de Campo Grande– como referência regional para pacientes com coronavírus. A unidade teve 90% de suas obras concluídas e será aparelhada com UTIs e leitos convencionais.

“Quero dizer que ontem [sábado] falei à noite com o ministro Mandetta e hipotecamos o apoio irrestrito de todos os secretários estaduais, que estão uniformes no apoio a ele pela condução espetacular do ministro de Mato Grosso do Sul”, afirmou Geraldo. Mandetta, defensor de medidas como a manutenção do isolamento da população para conter o coronavírus, tem sido alvo de críticas públicas do presidente, favorável ao abrandamento das medidas em favor da retomada da economia.

Dourados

Durante a live na qual apresentou dados atualizados sobre o coronavírus no Estado, Geraldo confirmou que encaminha, com Brasília, a abertura do Hospital da Mulher da Criança –ao lado do Hospital Universitário da Grande Dourados e que ainda está em obras– “para ser o hospital de referência para o coronavírus na região de Dourados”.

No local, serão viabilizados 20 leitos de UTI “e de 30 a 40 clínicos”. “O ministro da Saúde nos deu apoio irrestrito e vai conversar com o ministro da Educação [Abraham Weintraub]”, disse Geraldo, para que a Ebserh (Empresa Brasileira de Gestão de Serviços Hospitalares) encaminhe a viabilização.

Geraldo ainda confirmou a chegada de 396 novos exames laboratoriais para diagnóstico do coronavírus, vindos do Ministério da Educação, e analisará o quantitativo de exames rápidos adquiridos para uso em profissionais da Saúde e Segurança, mas que ainda dependem de validação pelos demais secretários de Saúde do país –o que deve ser acertado neste domingo.

Geraldo reitera apoio a Mandetta e anuncia hospital de referência contra o coronavírus em Dourados
Mais notícias