Cotidiano

Galo quebra quarentena e invade cruzamento movimentado de Dourados

A rotina de um cruzamento movimentado  em plena área comercial de Dourados, maior cidade do interior,  foi quebrada pela  presença de um galo que praticamente parou o trânsito no local. A ave quebrou a quarentena e revolveu dar o ar da graça  em um breve galanteio vespertino e quase foi atropelada. O sofrimento do galo […]

Marcos Morandi Publicado em 07/05/2020, às 12h09 - Atualizado às 14h23

Funcionarias tentam resgatar galo.(Foto: Reproducão)
Funcionarias tentam resgatar galo.(Foto: Reproducão) - Funcionarias tentam resgatar galo.(Foto: Reproducão)

A rotina de um cruzamento movimentado  em plena área comercial de Dourados, maior cidade do interior,  foi quebrada pela  presença de um galo que praticamente parou o trânsito no local.

A ave quebrou a quarentena e revolveu dar o ar da graça  em um breve galanteio vespertino e quase foi atropelada. O sofrimento do galo que corria de uma lado para outro das duas avenidas  chamou a  atenção de Doriane, Caroline,  Jaqueline e Fernanda,  quatro funcionárias de uma ótica que saíram para oferecer ajuda.

“Foi uma correria danada para salvar o bichinho de um atropelamento”, disse Doriane. A gerente da loja disse que já tinha ouvido falar das andanças do galo pelas redondezas. Segundo ela “as meninas ficaram sabendo que a ave estava solta desde sábado, sem água e ração e ficaram com muita dó”.

Galo quebra quarentena e invade cruzamento movimentado de Dourados
Após muito esforço, funcionárias comemoram resgate do galo. (Foto: Arquivo pessoal)

O esforço das quatro intrépidas mulheres foi acompanhado pelas câmeras de alguns curiosos, que ao invés de salvar o galináceo, estavam mais preocupados em espalhar  as cenas pelas redes sociais da cidade.

O galo foi entregue à sua dona, uma empresária da vizinhança. “Ele tinha escapado de uma gaiola onde estava com uma outra galinha. Apesar de todo esse mico, a gente ficou feliz em conseguir resgatar o bichinho”, relatou Jaqueline que acabou ganhando  o crédito das colegas pelo resgate da ave, que pertence a raça dos garnisés.

Jornal Midiamax