Fiscais da Agetran vão acompanhar se comércio e serviços cumprem regras na pandemia

Decreto que flexibiliza atuação dos fiscais foi publicado nesta sexta

A prefeitura de Campo Grande está autorizando, com base em decreto publicado nesta sexta-feira (17), que fiscais da Agetran (Agência Municipal de Trânsito) atuem na fiscalização de atividades comerciais, industriais e serviços que precisam seguir regras por conta da pandemia do novo coronavírus.

Na prática, o decreto número 14.252 muda parte da atividade dos fiscais da Agetran, que até então era específica para o trânsito da cidade.

Conforme o texto assinado pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), os fiscais que forem destinados para a fiscalização dos comércios, por exemplo, receberão “indenização de transporte” em caso de usar o carro particular para o trabalho.

A indenização servirá, segundo o município, para custear gastos extras que os profissionais possam ter com a nova função. Abastecimento, lubrificação e compra de peças para veículos estão entre os custos que podem ser cobertos com a indenização.

Durante esse período, os fiscais que estiverem atuando nessa área estarão isento de pagamento de estacionamento no Centro da cidade.

Fiscais da Agetran vão acompanhar se comércio e serviços cumprem regras na pandemia
Mais notícias