Família pede ajuda para o tratamento de Helena, diagnosticada com tumor cerebral

A nova quimioterapia e outra neurocirurgia precisam ser feitas em São Paulo

Foi em julho deste ano que a batalha da pequena Helena, de dois anos, começou. Ela foi diagnosticada com um tumor cerebral e precisa realizar um novo tratamento em . A família pede ajuda financeira para essa nova luta contra a doença.

Por causa do tumor, Helena desenvolveu uma hidrocefalia, que foi corrigida pelos médicos.  No procedimento foi colocada uma válvula de interna, chamada DVP.

Já no dia 10 de julho, foi realizada a segunda neurocirurgia. Desta vez, uma ressecção do tumor cerebral foi feito. “Foram horas e horas de agonia, e apenas parte desse tumor foi tirado”, explica Mayla Barbosa, mãe da criança.

Então, uma biópsia (indefinida ) e um segundo exame (também indefinido para o tipo de tumor) foram elaborados. E o resultado foi assustador. “A única coisa que os médicos souberam informar foi que, infelizmente, se trata de um tumor maligno”, lembra Mayla.

Depois de idas e vindas ao médico, neste mês de agosto, na última quinta-feira (20), os médicos alegaram que Helena precisaria de um tipo de uma quimioterapia agressiva e uma outra neurocirurgia, ambos realizados em .

“Por isso estamos pedindo ajuda! Não sei quanto tempo iremos ficar em . Não sei como vai ser, o que vai acontecer. Então teremos gastos”, diz Mayla. Segundo ela, o pai da Helena está hospitalizado, dificultando mais ainda a situação da família.

Uma vaquinha on-line foi criada para arrecadar o dinheiro necessário. Para a mãe, qualquer valor é bem vindo e muito bem aceito. “E aqueles que não puderem ajudar financeiramente, que orem por nós e por ela”, pede Mayla.

Família pede ajuda para o tratamento de Helena, diagnosticada com tumor cerebral
Mais notícias