Estações de pré-embarque serão instaladas em fevereiro na Brilhante

Faixas exclusivas para os ônibus estão prontas há cinco meses e estrutura custará R$ 1,1 milhão

Com obra de recapeamento finalizada há mais de um ano, a Rua Brilhante enfim receberá as sinalizações necessárias e as cinco estações de pré-embarque em fevereiro. Em novembro de 2019 a Prefeitura Municipal divulgou que 16 estações serão instaladas na Capital e terão investimento de R$ 1,1 milhão.

As faixas exclusivas para os ônibus do transporte público demoraram cerca de dois meses para ficarem prontas, sendo finalizadas em agosto de 2019. Cinco meses após, a prefeitura informou ao Jornal Midiamax que no próximo mês, a previsão é que a instalação das estações e sinalizações já comecem a serem feitas.

“Em fevereiro será iniciada a implantação das estações de pré-embarque e da nova sinalização horizontal, vertical e semafórica dos corredores de transporte coletivo”, disse em nota.

Estações de pré-embarque

Foi publicado no Diogrande, no dia 14 de novembro de 2019, o extrato da homologação da concorrência pública vencida pela LT Construções e Comércio, com a proposta de implantar 16 estações ao custo de R$ 831.381,21, desconto de 18,52% (R$ 187.200,56), sobre o preço de referência  fixado em R$ 1.019.581,77. A execução da obra foi disputada por cinco empresas.

(Foto: Divulgação PMCG)

Serão três estações de 10 metros de comprimento e 13 de 5 metros, com 2,5 metros de cobertura. As estações maiores terão 15 assentos e as menores, seis bancos, além de uma estrutura de concreto onde os usuários também poderão se acomodar.

Pelo planejamento da Agência Municipal de Transporte e Trânsito, na Rua Guia Lopes será instalada uma  estação  na esquina com a Rua Paissandu; na Brilhante, as outras quatro, nas esquinas com a  Cyriaco Maymone; Mario Quintanilha; Manoel Proença e Marechal Deodoro.

Na Avenida Bandeirantes serão sete estações:  entre as ruas Nova Bandeirantes e Campinas; entre a Manoel Cavalcante Proença e a Hermenegildo Pereira; entre as ruas Sebastião Maluf e a Tenente Antonio João; entre as ruas Caiapós e Argemiro Fialho; entre a Avenida Salgado Filho e a rua Brilhante e entre as ruas 26 de Agosto e Paissandu.

Prefeitura x Exército

A parceria da Prefeitura Municipal com o Exército começou em 2016 quando a gestão contratou os serviços militares para a execução da obra de pavimentação de 12 km do corredor sudoeste de Campo Grande. No cronograma, estavam inclusos além da Rua Brilhante e Guia Lopes, a Rua Marechal Deodoro, Gunter Hans e a Avenida Bandeirantes. A obra ficou orçada em R$ 24 milhões.

 

(Obra de recapeamento na Avenida Bandeirantes) Foto: Divulgação, PMCG)

Em abril de 2018, a Prefeitura ‘retirou’ R$ 18 milhões do convênio com o Exército Brasileiro. Na época da readequação, a Prefeitura prometeu fazer uma nova licitação para recapear os quase 5km que começam na Rua Marechal Deodoro e segue pela Gunter Hans, até o terminal Aero Rancho.

 

O terceiro trecho é justamente o recapeamento dos quase 4km da Avenida Bandeirantes, umas das principais vias da região sudoeste da Capital. Segundo o município, além do asfalto novo as obras vão culminar com implantação de 6km de drenagem. A obra na Bandeirante começou em abril de 2019.

Mais notícias