Entulhos voltam após chuvas e moradores temem bloqueio no Rio Miranda

O nivelamento do rio ainda é baixo, mas a preocupação surge ao longo dos dias

A cena que assustou os moradores que vivem próximo ao Rio Miranda no mês de janeiro, quando entulhos travaram o fluxo fluvial do trecho na ponte em Miranda, cidade distante a 240 quilômetros de Campo Grande, fazem eles temer que o rio passe novamente pela mesma situação após as chuvas que estão acontecendo nos últimos dias.

O nivelamento do rio ainda é baixo, graças as chuvas que ainda não foram de grande quantidade, porém, as precipitações nas cidades de Jardim, Guia Lopes da Laguna e Nioaque, regiões que fazem a transição com o rio Miranda, começam a levar entulhos pelo rio afora.

Em um vídeo encaminhado ao Jornal Midiamax, é possível identificar que na altura da cidade de Jardim, entulhos e galhos de árvore – que podem ser de desmatamento – estão sendo carregados pelas correntezas.

O vereador Adimar Albuquerque Acosta vem acompanhando a situação e explicou à reportagem que no trajeto entre as cidades de Jardim a Miranda, não existe nenhuma ponte e que o ritmo permanecer, de dois a três dias o entulho chegará a ponte igual chegou em janeiro.

“Rio Miranda está enchendo novamente, vai causar outro transtorno e está rodando bastante entulho. Aqui em Miranda tem o pilar das pontes, aonde eles vão ficar praticamente encalhado e vai acontecer o que aconteceu em janeiro”, disse o vereador.

Entulhos voltam após chuvas e moradores temem bloqueio no Rio Miranda
Mais notícias