Empresa é condenada a pagar R$ 6 mil a motociclista que caiu ao passar por cabo de telefone arrebentado

Ele será indenizado por danos materiais no valor de R$ 1.050,00 e R$ 5 mil de danos morais

Uma empresa de telefonia terá de indenizar um motociclista em R$ 6 mil, após o piloto sofrer um acidente causado por um cabo de telefone rompido, solto em uma rua de Campo Grande.

Nos autos, consta que o rapaz trafegava por uma avenida da Capital, em outubro de 2014, quando foi surpreendido por um fio arrebentado e pendurado no meio da via. Ele sofreu um grave acidente ao cair da moto, o que lhe ocasionou diversos ferimentos e danos materiais com o conserto do veículo. Na ação, a vítima incluiu também outras empresas concessionárias que utilizam os postes instalados na rua, porém, a empresa de energia elétrica e duas, das três concessionárias de telefonia que poderiam ser as responsáveis, comprovaram que não tinham envolvimento na ocorrência.

De acordo com o desembargador Julizar Barbosa Trindade, da 2ª Câmara Cível do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), o motociclista conseguiu provar que o acidente aconteceu devido à negligência da concessionária que presta serviços de telefonia.

“A ausência de conservação dos cabos que atravessam a via pública e a falta de fiscalização no local denotam a omissão da concessionária na prestação do serviço, que foi causa determinante para o acidente”, afirmou. Ele será indenizado por danos materiais no valor de R$ 1.050,00 e R$ 5 mil de danos morais.

Empresa é condenada a pagar R$ 6 mil a motociclista que caiu ao passar por cabo de telefone arrebentado
Mais notícias