Cotidiano

Em 23 dias, mais de 4 mil pedem seguro-desemprego em MS; 2,9 mil só em Campo Grande

Entre os dias 1º e 23 de abril deste ano, em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul) registrou 4.272 requisições de Seguro-Desemprego, das quais 2.996 partiram de Campo Grande. Os dados foram divulgados pelo órgão e apontam que, de cada 10 solicitações do benefício […]

Humberto Marques Publicado em 26/04/2020, às 08h22 - Atualizado às 08h34

None
Trabalhadores demitidos fila Funtrab

Entre os dias 1º e 23 de abril deste ano, em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul) registrou 4.272 requisições de Seguro-Desemprego, das quais 2.996 partiram de Campo Grande. Os dados foram divulgados pelo órgão e apontam que, de cada 10 solicitações do benefício no Estado pelo órgão, 7 foram feitas na Capital e maior cidade do Estado (pouco mais de 70% do total).

A alta procura pelo serviço tem gerado filas em frente à sede da Funtrab, na Rua 13 de Maio, no Centro da Capital. Conforme o órgão, há trabalhadores pernoitando na entrada do local para, nas primeiras horas do dia de segunda a sexta-feira, fazerem a solicitação, que pode ser realizada pela internet –evitando exposição ao coronavírus.

A pandemia é apontada pelo diretor-presidente da Funtrab, Enelvo Felini, como responsável pelo aumento na demanda pelo serviço –conforme publicado ao longo dos últimos dias pelo Jornal Midiamax, empresas de diferentes setores têm demitido, suspendido os contratos de trabalho ou reduzindo a jornada e salários de suas equipes, diante da queda no faturamento em meio às restrições de funcionamento previstas em decretos municipais de enfrentamento à doença que, no Estado, já matou 7 pessoas até a manhã deste domingo e deixou 217 doentes.

“Nós ficamos tristes quando os trabalhadores iniciam a fila logo pela madrugada, é orientação do Governo do Estado prestar o bom atendimento a todos trabalhadores. Diariamente, nossa equipe trabalha para convocar os empresários a disponibilizarem suas oportunidades de trabalho, e a cada dia ocorre um pequeno aumento na oferta de vagas”, disse Felini.

Sem filas

A Funtrab ressalta que o Seguro-Desemprego pode ser solicitado pela internet, sem a necessidade de comparecer às sedes do órgão. Confira como fazer:

  • Baixe o aplicativo Carteira de Trabalho digital em seu smartphone.
  • Assim que receber a documentação, 7 dias depois da dispensa para encaminhar ao Seguro-Desemprego, o trabalhador pode acessar o portal Emprega Brasil (em http://serviços.mte.gov.br), onde vai clicar em “Já tenho um cadastro”, caso já tenha senha de acesso, ou “Quero me cadastrar”, se não tiver –será necessário informar dados pessoais, como CPF, nome e telefone, e responder algumas perguntas sobre a vida laboral e previdenciária.
  • Conseguindo o acesso à conta, clique em “Solicitar Seguro-Desemprego” e informe o número do requerimento do benefício (ele aparece no comunicado de dispensa da empresa).
  • Confirme a solicitação e guarde os dados do comprovante que será emitido no final do processo.

Se a solicitação online for concedida automaticamente, o sistema vai informar a emissão das parcelas que acontece em 30 dias contados a partir da data de liberação pelo sistema.

Porém, caso aponte a necessidade de validar alguma documentação ou erro, aí sim o trabalhador deve comparecer à sede da Funtrab ou à Casa do Trabalhador de sua região, levando todos os documentos recebidos da empresa empregadora –incluindo os três últimos holerites, documentos pessoais (CPF, RG) e Carteira de Trabalho.

No caso de sua Carteira de Trabalho seja a Virtual (Digital), basta informar no ato de atendimento. A CTPS pode ser solicitada também no aplicativo Carteira de Trabalho Digital.

O trabalhador desempregado ou em busca de uma nova colocação também pode concorrer a vagas de emprego sem comparecer às unidades da Funtrab: basta baixar o aplicativo Sine Fácil, na App Store ou no Google Play.

Jornal Midiamax