Em 10 dias, barreiras sanitárias contra o coronavírus abordaram quase 45 mil pessoas

Balanço foi divulgado nesta quarta-feira pela Comissão de Controle Sanitário do Estado; Bataguassu concentrou mais de 9 mil vistorias

No décimo dia de operações, as 17 barreiras sanitárias montadas pelo Governo do Estado contra o novo coronavírus (Covid-19) nas divisas de Mato Grosso do Sul e no Aeroporto Internacional de Campo Grande abordaram 44,6 mil pessoas e 22 mil meios de transporte –de aeronaves aos de tração animal. Os dados desta quarta-feira (8) foram divulgados pela Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública).

As equipes foram levadas para locais estratégicos a fim de atuar na prevenção e combate à disseminação do coronavírus conta com policiais militares, bombeiros militares e servidores da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal). Até aqui, a impressão é que a população segue as recomendações das autoridades de Saúde.

Abordagem na Base de Fiscalização Móvel Aporé, em Cassilândia, flagrou passageiros de um ônibus usando máscaras como prevenção ao Covid-19. A base até o momento, abordou 1.884 pessoas em 900 meios de transporte.

Balanço da CCS-MS (Comissão de Controle Sanitário de Mato Grosso do Sul) mostra que o Posto Fiscal XV de Novembro, na BR-267, em Bataguassu (na divisa com São Paulo), abordou 9.261 pessoas em 5.127 meios de transportes. No Posto Jupiá, em Três Lagoas, foram 7.553 pessoas em 3.462 meios de transportes.

O Posto Fiscal Ilha Grande, em Mundo Novo, abordou 2.479 pessoas em 1.535 meios de transporte. Em Anaurilândia, o Ofaié contabiliza abordagem de 3.157 pessoas em 1.931 meios de transportes.

A base de fiscalização Campo Bom, em Chapadão do Sul, contabiliza 3.748 pessoas abordadas em 1.650 meios de transportes. O Posto Fiscal de Selvíria registrou movimento de 3.161 pessoas em 1.163 meios de transportes. Em Corumbá, o Posto Esdras, possui registro de 774 pessoas abordadas em 66 meios de transportes.

O Aeroporto de Campo Grande teve até o momento 1.163 pessoas abordadas em 22 aeronaves. As demais unidades de fiscalização totalizam 11.416 pessoas abordadas em 6.195 meios de transportes.

Até o momento, 37 casos foram tratados como suspeitos durante abordagem nas barreiras sanitárias. Desse total, 20 foram orientadas a entrar em isolamento domiciliar por 14 dias ou buscar uma unidade de saúde.

Os demais 17 integravam o primeiro grupo de repatriados que chegaram da Bolívia. Porém, todos passaram por atendimento com infectologistas e os casos foram descartados. Até o momento, não há casos positivos de brasileiros que entraram no país por Corumbá –até sexta-feira, mais de 1.000 pessoas devem chegar a cidade vindas do país vizinho.

Em 10 dias, barreiras sanitárias contra o coronavírus abordaram quase 45 mil pessoas
Mais notícias