Efeitos do feriadão: Taxa de contágio e número de internações voltam a aumentar em MS

Estado tem média móvel de 625 novos casos e 12 mortes diárias

Pouco mais de duas semanas depois do feriadão da Independência, as consequências das aglomerações na Capital e em cidades de interior começam a refletir nos dados sobre a pandemia em . Depois de alguns dias estável, o número de internações voltou a aumentar no Estado. A taxa de contágio, que estava próxima do índice ideal, também voltou a subir.

Em transmissão ao vivo nesta sexta-feira (25), o titular da SES (Secretaria de Estado de Saúde) comentou sobre os índices negativos de MS. “Tivemos um aumento significativo das internações hospitalares no estado, principalmente Ponta Porã e Paranaíba”, comentou o secretário

Somente nas últimas 24 horas, foram 770 novos casos e 17 novas mortes. O número de mortes foi maior do que o resultado nos últimos dias e elevou a média para 12,29 óbitos por dia em MS. 

O número de internações é de 499 pacientes sul-mato-grossenses e dois de outros estados. O número é superior à média de internados dos últimos dias, que vinha se mantendo próximo de 450 internações. No boletim epidemiológico de quinta-feira (24), por exemplo, eram 456 pacientes internados e um paciente de outro estado. Os dados mostram um aumento de 9,6% em 24 horas.

Efeitos do feriadão: Taxa de contágio e número de internações voltam a aumentar em MS
Fonte: SES

Outra preocupação é com a taxa de transmissão no Estado, que chegou a 1,06 nesta sexta-feira (25). Vale lembrar que a semana começou com uma taxa de 1,01. No domingo (20), o secretário de saúde chegou a comentar sobre a expectativa de alcançar o índice de 1 ao longo da semana.

Porém, não foi o que aconteceu. A taxa de contágio foi aumentando até chegar a 1,06 nesta sexta (25). Para , os dados são resultado do feriadão de 7 de Setembro, quando houve aglomeração em cidades turísticas de MS e também em Campo Grande. 

“Isso tudo é fruto daquela situação de 15 dias atrás. Aquele feriado prolongado dos dias 5, 6 e 7 de setembro está repercutindo neste momento”, concluiu.

Efeitos do feriadão: Taxa de contágio e número de internações voltam a aumentar em MS
Mais notícias