Cotidiano

Durante isolamento em casa, família é vítima de zikavírus na Capital

Durante isolamento social, a professora Crisitina Ramos usou as redes sociais, hoje (5), para alertar sobre cuidados contra o mosquito Aedes aegypti. A docente, o marido e a filha foram diagnosticados com zikavírus. No último boletim epidemiológico da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), até o mês de março, Campo Grande registrou 80 casos neste ano. […]

Karina Campos Publicado em 05/05/2020, às 16h23 - Atualizado em 07/05/2020, às 12h29

(Foto: PMCG/Divulgação)
(Foto: PMCG/Divulgação) - (Foto: PMCG/Divulgação)

Durante isolamento social, a professora Crisitina Ramos usou as redes sociais, hoje (5), para alertar sobre cuidados contra o mosquito Aedes aegypti. A docente, o marido e a filha foram diagnosticados com zikavírus. No último boletim epidemiológico da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), até o mês de março, Campo Grande registrou 80 casos neste ano.

A professora relatou que começou a ter febre, dor no corpo, náusea, falta de apetite, dor de cabeça e nos olhos. Foi ao médico e foi orientada a fazer novos exames, pois se as plaquetas estivessem muito baixas, poderia ser internada. O marido também começou a sentir os sintomas, e a filha apresentou manchas vermelhas pelo corpo.

“Os médicos então, mudaram nosso diagnóstico para Zika. Como estamos em quarentena, não saímos, com as crianças em Ead (Ensino à distância) e o Oswaldo (marido) com as aulas remotas, só podemos ter sido picados pelo mosquito infectado na nossa casa. Sugiro que tomem cuidado com os mosquitos, revisem suas residências em busca de focos. Por aqui temos todos os cuidados, pois sabemos que a dengue pode ser muito grave e levar até a morte e mesmo assim não evitamos que o vírus chegasse voando pela janela”, alertou.

Conforme o último boletim divulgado pela Sesau, os casos de zika somam 80 neste ano. As notificações de dengue, que também é transmitida pelo mosquito Aedes aegipty, já totalizam mais de 220 mil notificações no Estado, sendo deles 22,654 casos confirmados, e 28 mortes,segundo dados da SES (Secretaria Estadual de Saúde).

Jornal Midiamax