Dourados enfrentou problema para habilitar leitos de UTI, afirma Geraldo

Afirmação partiu do secretário de Estado de Saúde, que disse ter atuado para abrir vagas de UTI no Hospital da Vida

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, revelou neste domingo (21) que a Prefeitura de Dourados –a 233 km de Campo Grande– enfrentou problemas para a habilitação de 10 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) a serem usados para pacientes de coronavírus. As vagas foram colocadas à disposição neste fim de semana.

Em live nas redes sociais na qual comunicou que o Estado passou de 5 mil casos de coronavírus e totaliza 47 mortes, Geraldo informou que a (Secretaria de Estado de Saúde) “foi em socorro” da cidade.

“O município, que tinha responsabilidade em por leitos de UTI, habilitou-os para o , mas não havia conseguido com que acontecesse. Esses leitos não estavam à disposição da população”, relatou. “Fizemos um esforço de guerra, levamos 5 ventiladores pulmonares e monitores e, neste fim de semana, a direção do está colocando leitos de UTI à disposição de Dourados”.

Após a intervenção, a abertura dos leitos teria sido imediata, segundo o secretário. A medida ainda seguiu cobrança do Ministério Público Estadual, uma vez que, reiterou Geraldo, a cidade já teria recebido recursos adiantados referentes a 3 meses, em parcela única –praxe do (Sistema Único de Saúde) durante a pandemia– para a abertura das vagas.

Geraldo também informou que a Saúde douradense recebeu um novo quantitativo de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), “que não se havia adquirido por dificuldades que sabemos que há as compras, porque há demanda enorme no país”.

Dourados é o atual epicentro do coronavírus em . Até este domingo, o município registrou 1.807 casos da doença e 11 óbitos.

Dourados enfrentou problema para habilitar leitos de UTI, afirma Geraldo
Mais notícias