Cotidiano

Diferença salarial entre homens e mulheres é de 41% em MS, a 2° maior do país

Em Mato Grosso do Sul, os homens costumam receber seus vencimentos mensais com uma diferença de aproximadamente 41% em referência ao que as mulheres recebem. O número foi divulgado na manhã desta quarta-feira (6) pelo PNAD Contínua, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e colocou o Estado com a segunda maior diferença do […]

Vinícius Costa Publicado em 06/05/2020, às 14h07 - Atualizado às 18h58

(Foto: Ilustrativa)
(Foto: Ilustrativa) - (Foto: Ilustrativa)

Em Mato Grosso do Sul, os homens costumam receber seus vencimentos mensais com uma diferença de aproximadamente 41% em referência ao que as mulheres recebem. O número foi divulgado na manhã desta quarta-feira (6) pelo PNAD Contínua, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e colocou o Estado com a segunda maior diferença do país.

A diferença entre os rendimentos dos homens e mulheres vinha sofrendo queda constante desde 2015, mas foi freada com um aumento expressivo no biênio 2018-2019 com um acréscimo na variação deixando em 41,04% e colocando MS numa posição desconfortável.

Os anos de 2013 e 2014 foram considerados de mais destaque nas variações entre os ganhos dos dois sexos. Nos dois anos citados, a variação entre os ganhos chegou a 54,44% e 52,81%, respectivamente, deixando o estado sul-mato-grossense na primeira posição quando considerado esta discrepância.

Segundo os dados da PNAD Contínua, o ano passado mostrou uma mudança dupla entre os vencimentos dos homens comparado com as mulheres. Enquanto o rendimento deles subiu cerca de 6,47% saltando de R$ 2.485,00 para R$ 2.646,00, mas mulheres caíram aproximadamente 1,6%, saindo de R$ 1.906,00 para R$ 1.876,00.

Jornal Midiamax