Dia D terá vistoria de focos de dengue em casas e terrenos baldios na Capital

Estado registra 15.084 casos confirmados da doença

Encerra neste sábado (4) a campanha “Mosquito Zero – É matar ou morrer”, com ações preventivas da Prefeitura de Campo Grande. Com cerca de 30 agendas da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), a campanha irá percorrer bairros da Capital para vistoriar residências e terrenos baldios.

Em nota, a Sesau informou que a secretaria conta também com apoio do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul, que irá auxiliar na identificação de focos em locais de difícil acesso com o uso de um drone.

“Estamos com as ações focadas no controle do Coronavírus em nosso município, mas também temos que nos preocupar com o aumento no número de casos de dengue. É uma doença que está presente no nosso cotidiano e merece toda a nossa atenção. Infelizmente o trabalho precisou ser reduzido até para evitar a exposição e garantir a segurança dos nossos servidores, por isso, mais do que nunca, o apoio da população é fundamental. Todos precisam contribuir”, destacou o secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho.

Duranye a campanha foram vistoriados 25 mil imóveis, 15 mil depósitos e 1,3 mil focos do mosquito Aedes aegypti eliminados, além do equivalente a 600 caminhões de materiais inservíveis recolhidos durante as seis etapas da ação realizadas nas regiões: Imbirussu, Anhanduizinho, Bandeira, Lagoa, Prosa e Segredo. Cerca de 250 servidores de vários órgãos municipais estiveram envolvidos na ação.

No último boletim epidemiológico divulgado na quarta-feira (1), apontou 1.463 novos casos de dengue, sendo sobrado então 15.084.

Dia D terá vistoria de focos de dengue em casas e terrenos baldios na Capital
Mais notícias