Coronavírus: quatro municípios de MS já decretaram toque de recolher

Medida deve constar em decreto que pode ser publicado ainda neste sábado

Em meio a uma série de medidas adotadas pelos municípios de Mato Grosso do Sul para minimizar riscos de contaminação com coronavírus (Covid-19), Aquidauana, a 143 quilômetros de Campo Grande, e Amambai, na fronteira com o Paraguai, anunciaram toque de recolher – Sidrolândia, que já teve caso confirmado da doença, foi a primeira cidade com toque de recolher, seguida de Porto Murtinho.

Por meio de nota divulgada nas redes sociais o ex-vereador aquidauanense Wezer Lucarelli, advogado e assessor do prefeito Odilon Ribeiro, informou que Executivo vai publicar ainda neste sábado (21) uma edição extra do Diário Oficial, formalizando a medida. 

“O toque de recolher irá vigorar das 20h00min até às 5h00 min. A restrição se aplica a todos os cidadãos, as forças de segurança poderão efetuar detenção, cassação de alvará e adotar qualquer outra medida administrativa para dar efetivo cumprimento a ordem de recolhimento. A Estação Rodoviária será fechada. A circulação de transporte de pessoas em veículos coletivos, públicos e particulares estará proibida”, disse.

Outras medidas como suspensão de aulas e restrições de atendimento no comércio também já haviam sido anunciadas. Em Amambai, o prefeito Edinaldo Bandeira decretou toque de recolher a partir do próximo dia 23 de março, até 10 de abril, das 20 horas às 5 horas da manhã. Determinou também suspensão de atendimento em bancos e lotéricas e ainda restringiu funcionamento do comércio. Locais com aglomeração de pessoas foram interditados.

Em Nova Andradina, o prefeito Gilberto Garcia informou nesta manhã que vai anunciar em breve ações rigorosas contra aglomerações de pessoas. Em sua página no Facebook, Garcia demonstrou indignação com fotos que recebeu durante a madrugada de centenas de pessoas reunidas em uma praça da cidade. “Inaceitável e inacreditável para o momento de emergência […] estou recebendo muitas imagens que nos obrigam a tomar medidas severas do ponto de vista da circulação de pessoas. Vamos ter que fechar tudo”.

Toque de recolher e situação de emergência

Carreata com carro de som, na noite desta sexta-feira (20),  percorreu as ruas de Sidrolândia, informando a população sobre a importância da higienização das mãos e para evitar aglomerações. Sidrolândia foi a primeira cidade com caso confirmado de coronavírus fora da Capital, motivo pelo qual decretou toque de recolher. Os moradores não devem sair de suas casas depois das 20 horas e somente casos de extrema urgência serão admitidos.

Em Porto Murtinho, o toque funcionará das 20 horas às 06 horas (com exceções para quem trabalha no período noturno). A cidade também limitou o atendimento em supermercados durante o dia para até oito pessoas por vez, com encerramento das atividades às 18h. Por outro lado, estão em situação de emergência Campo Grande, Três Lagoas, Dourados, Bodoquena, Naviraí, Coxim, Sonora, Pedro Gomes e Santa Rita do Pardo.

61 municípios reduziram os expedientes de atendimento e decretaram medidas de contenção, como por exemplo, evitando a realização de eventos com mais de 100 pessoas e a realização de cultos em igrejas e templos religiosos. São eles: Três Lagoas, Corumbá, Campo Grande, Sidrolândia, Antônio João, Bonito, Coronel Sapucaia, Douradina, Eldorado, Figueirão, Juti, Miranda, Selvíria, Sete Quedas, São Gabriel do Oeste, Terenos, Aquidauana, Paranaíba, Coxim, Caarapó, Chapadão Do Sul, Bela Vista, Itaporã, Anastácio, Ribas do Rio Pardo, Jardim, Ladário, Ivinhema, Bataguassu, Cassilândia, Itaquiraí, Nova Alvorada do Sul, Costa Rica, Rio Verde de Mato Grosso, Sonora, Fátima do Sul, Mundo Novo, Porto Murtinho, Iguatemi, Água Clara, Nioaque, Deodápolis, Tacuru, Dois Irmãos do Buriti, Batayporã, Angélica, Guia Lopes da Laguna, Anaurilândia, Bodoquena, Santa Rita do Pardo, Pedro Gomes, Jaraguari, Bandeirantes, Corguinho, Paraíso das Águas, Rochedo, Alcinópolis, Jateí, Novo Horizonte do Sul, Taquarussu e Figueirão.

Mais notícias