Coronavírus: Ministério do Trabalho pede inspeção em frigoríficos de MS

Uma das empresas suspendeu as atividades a partir desta terça-feira

O (Ministério Público do Trabalho em ) solicitou inspeção nas plantas dos frigoríficos Frizelo e Boibrás, localizados respectivamente em Juti e São Gabriel do Oeste, a fim de verificar se estão sendo cumpridas medidas sanitárias de prevenção ao coronavírus (Covid-19). A fiscalização é necessária tendo em vista os casos de contaminação em massa de funcionários do setor.

Conforme nota do , no último sábado (11), equipes das Secretarias de Saúde de Juti e Caarapó coletaram amostras dos cerca de 350 funcionários do frigorífico Frizelo, visando a eventual detecção do novo coronavírus, depois que alguns funcionários da indústria testaram positivo para a doença. 

A empresa, em conjunto com o , decidiu interromper as atividades por sete dias, contados a partir desta terça-feira (14). Boletim da Secretaria Estadual de Saúde aponta 232 pessoas infectadas pelo coronavírus em São Gabriel do Oeste, 55 em Caarapó e 36 em Juti.

“Com as inspeções, o MPT espera conhecer quantos casos confirmados de Covid-19 existem entre os empregados das empresas, se há funcionários que residem com pessoas que tiveram diagnóstico positivo da doença e quais providências as indústrias têm adotado para evitar a proliferação da Covid-19 em seus ambientes laborais e garantir a proteção tanto dos trabalhadores diretos quanto dos prestadores de serviços”, diz o Ministério do Trabalho em nota.

Representante legal da Frizelo Frigoríficos Ltda. também foi notificado a informar, no prazo de até 48 horas, acerca da situação de contágios, retratada em notícias veiculadas na imprensa local.  Em , surtos de Covid-19 já provocaram a suspensão das atividades de abate e processamento de carne em indústrias situadas em Bonito, Guia Lopes da Laguna e Rochedo.

Coronavírus: Ministério do Trabalho pede inspeção em frigoríficos de MS
Mais notícias