Coronavírus: a partir desta segunda, casos confirmados e suspeitos serão rastreados em MS

Até o momento, MS é o único estado do Brasil fazendo esse tipo de acompanhamento

A partir desta segunda-feira (28), os casos de coronavírus passarão a serem rastreados pela SES () em todo . O objetivo é identificar, o quanto antes, os casos positivos, assim podendo isolar e quebrar a cadeia de transmissão, informou a SES. Até o momento, MS é o único estado do Brasil fazendo esse tipo de acompanhamento.

O programa Rastrear é uma plataforma de software desenvolvida pela SES em parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), com a finalidade de agilizar, precocemente, o monitoramento e rastreamento de casos da .

Assim, permite que os municípios identifiquem os infectados e quem teve contato com ele. A partir daí, é realizado o monitoramento diário, como o estado clínico e sintomas.

“Vai permitir que tenhamos a localização e a identificação exata de quem são os contatos da pessoa contaminada. A partir dessa identificação, as equipes de saúde poderão elaborar estratégia de monitoramento diário sobre o aparecimento de sinais e sintomas da Covid”, explica o consultor Epidemiológico da OPAS, Rodrigo Said.

Conforme o coordenador de Tecnologia da Informação da SES, Marcos Espíndola de Freitas, um profissional da saúde fará o monitoramento diário dos casos. “Os profissionais vão criar uma cadeia de relacionamentos, de contatos, onde o desafio maior será identificar o mais rápido possível uma pessoa contaminada”.

Assim, a SES, passa a ter um controle mais preciso quanto aos avanços da , de forma eletrônica e controlado, a partir de computadores dos municípios. O Rastrear ainda terá a possibilidade de uso por meio de dispositivos móveis como celulares e tablets. Titulares das secretarias municipais de saúde já passaram por treinamentos.

Coronavírus: a partir desta segunda, casos confirmados e suspeitos serão rastreados em MS
Mais notícias