Consórcio Guaicurus ignora Agereg e não explica venda de ônibus com ar condicionado

Agereg deve dar advertência ao Consórcio que, se não responder, pode pagar multa de R$ 23 mil

Após denúncia sobre a suposta venda de ônibus executivos com ar condicionado, a (Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos) enviou um ofício com pedido de informações ao . Mesmo com dois dias úteis de prazo, o Consórcio não respondeu e corre risco de ser multado em R$ 23 mil.

Conforme informações do diretor-presidente da , Vinícius Leite, o não respondeu no prazo e, por isso, será advertido e terá mais dois dias para responder aos questionamentos. Caso não responda, corre risco de ser multado em R$ 23 mil.

O Consórcio foi alvo de denúncia na semana passada sobre a suposta venda de ônibus executivos com ar condicionado. Conforme publicação da página Ligados no Transporte, o teria revendido vários dos veículos com ar condicionado da frota e que circulavam nas linhas executivas. Eles também estariam sendo substituídos por ônibus convencionais.

Um exemplo do que tem acontecido com os executivos é a linha 191 – Moreninhas/Shopping. Desde janeiro, o ônibus com ar condicionado parou de circular e foi substituído pelo convencional. Sobre a suposta venda dos ônibus com ar, a informou que recebeu a denúncia e que iria apurar a situação.  Vale lembrar que, conforme contrato, o não tem a obrigação de comprar ônibus com ar condicionado.

As linhas executivas com ônibus com ar condicionado começaram a ficar mais escassas a partir de 2018. Durante a greve dos caminhoneiros, o Consórcio retirou os ‘fresquinhos’ das ruas por 18 dias com a justificativa da falta de diesel. Na época, ônibus circulavam com um intervalo de 40 a 50 minutos. Agora, a maioria das linhas circula somente nos horários de pico.

Conforme denúncia do Ligados no Transporte, o Consórcio vendeu boa parte dos ônibus executivos. De 22 executivos com ar que circulavam em 2018, só teriam sobrado sete. O Ligados no Transporte até flagrou alguns dos veículos do Consórcio sendo vendidos no site OLX.

Consórcio Guaicurus ignora Agereg e não explica venda de ônibus com ar condicionado
Mais notícias