Comissão se reúne para finalizar Plano de Desenvolvimento Institucional

“Sem gestão, sem governança, sem sonhos não conseguimos atender as demandas da comunidade e não teremos uma Universidade mais forte”, disse o reitor Marcelo Turine na abertura da reunião que marca a finalização do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) para o período 2020-2024, realizada nesta quinta-feira, 27. Participam representantes de todas as instâncias da Universidade, como pró-reitorias, agências, secretarias, câmpus, faculdades, institutos, escolas, além dos sindicatos de professores e dos técnicos e do Diretório Central dos Estudantes.

Na UFMS, esse trabalho é conduzido pela Pró-Reitoria de Planejamento, Orçamento e Finanças (Proplan), por meio da Coordenadoria de Planejamento Institucional. Desde agosto, estão sendo realizadas reuniões com o grupo para discutir as ações a serem desenvolvidas na Universidade durante os próximos cinco anos. Contribuições foram colhidas de forma a garantir uma maior participação da comunidade universitária. “Nesta reunião vamos concluir o processo de planejamento para o período de 2020 a 2024. Estamos há algum tempo discutindo, rediscutindo e, hoje, pretendemos finalizar o processo”, disse a pró-reitora Dulce Tristão. “Todo o trabalho foi fundamentado no processo de avaliação institucional realizado anualmente, nos planos de desenvolvimento das unidades, utilizando metodologias específicas visando uma construção mais eficiente do PDI. Vamos buscar, nos próximos anos, melhorar o ensino de graduação e pós-graduação, mas também incrementar a inovação e o empreendedorismo, além de fortalecer a gestão da UFMS”, explicou Dulce.

“Quero agradecer a todos pela colaboração. É importante destacar que modificamos a estrutura do plano para atender as demandas pertinentes, buscando a simplificação. O último PDI contemplava mais de cem indicadores e isso tornava o trabalho muito moroso. Vamos concluir o plano atual com 50 indicadores e isso vai facilitar muito o acompanhamento da equipe da Proplan. Ao contrário de outras instituições que vêm perdendo alunos, nos últimos anos, vimos aumentando esse quantitativo, tanto na graduação e pós-graduação, por isso é importante pensar no melhor aproveitamento dos espaços existentes, bem como, prever novos prédios para abrigar melhor os estudantes. Os sonhos precisam estar no PDI, caso contrário é impossível realiza-los”, falou o reitor.

Representando a Agência de Desenvolvimento, Inovação e Relações Internacionais na reunião, Saulo Gomes destacou a importância do PDI. “É um documento de fundamental importância, pois nele estão definidos os caminhos que a Universidade irá trilhar nos próximos cinco anos. Os indicadores criados permitirão verificar a eficiência dos nossos processos, se eles estão sendo devidamente aplicados”, comentou. Para a diretora da Faculdade de Artes, Letras e Comunicação, Vera Lúcia Penzo, foi uma oportunidade valiosa para que as unidades trouxessem as demandas. “Temos muitos projetos relacionados à implementação de um centro de pesquisa bem como melhorar o espaço físico. Temos uma estrutura muito boa, mas precisamos pensar em uma expansão visando maior integração dos cursos, cujas atividades, atualmente, estão lotadas em locais espalhados pela Cidade Universitária, o que dificulta o trabalho dos professores e também o processo de aprendizagem dos acadêmicos”, relatou.

Os próximos passos para conclusão do PDI consistem na finalização do texto, formatação e apreciação do documento pelo Conselho Universitário. Para acompanhar o processo de construção do PDI, bem como acessar documentos e informações sobre o Plano em desenvolvimento e os anteriores, basta acessar o site https://pdi.ufms.br/

Mais notícias