Com problema em válvula do coração, influenciadora de MS precisa de doação de sangue

Internada há quatro dias, o estado de saúde de Melanieh é delicado e ela precisa de doações de sangue O+

A publicitária e influenciadora digital de Campo Grande, Melanieh Corrêa, está internada há quatro dias no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) da Unimed, para tratar uma infecção descoberta na válvula do coração. Os familiares e amigos se mobilizaram nas redes sociais para angariar doações de sangue para Mel, do tipo O+.

Com problema em válvula do coração, influenciadora de MS precisa de doação de sangueConforme o marido da influenciadora, Sérgio Cipriano, há 15 dias a esposa havia sofrido um aborto espontâneo e desde então, tem passado por complicações médicas. Depois de um curto período de alta em casa, Melanieh voltou a se sentir mal e por conta de uma febre, tiveram que retornar ao médico.

No hospital, a publicitária, conhecida por sua página ‘Garota Comportada‘, foi sedada e entubada e, após série de exames, uma infecção na válvula do coração foi descoberta. O problema é conhecido como endocardite.

“Os médicos nos alertaram para os riscos altíssimos com relação a esse problema e com a cirurgia, que é eminente por conta da Púrpura, uma doença auto imune que ela já possuía”, disse Sérgio através das redes sociais.

Os médicos então pediram que a família solicitasse doação de sangue para a paciente, da tipagem O positivo. No entanto, por conta do frio, a procura por doações no Hemosul estão baixas. A família pede que os portadores da tipagem sanguínea compareçam no hemocentro da Capital para ajudar a salvar a vida de Mel.

“Mesmo sabendo que qualquer tipo é bem-vindo, eles especificaram a tipagem O+”, disse Sérgio. Basta informar no Hemocentro que a doação é para ajudar Melanieh Corrêa Marques Monteiro, internada no Hospital da Unimed.

Nesta quinta-feira (28), Sérgio disse à reportagem que as notícias eram boas, pois os antibióticos receitados pelos médicos estavam fazendo efeito e as bactérias no sangue de Melanieh estavam começando a diminuir. Além disso, ela já começava a respirar sem a ajuda de aparelhos.

O Hemocentro de Campo Grande fica localizado na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 1304, no Centro.

Quem pode doar

Para doar sangue é preciso seguir algumas regras: estar munido com documento oficial com foto, como a carteira de identidade ou de motorista.

Os doadores precisam ter de 16 a 69 anos. Há uma ressalva para quem tem 16 e 17 anos: o menor de idade tem que estar acompanhado de pai ou mãe ou responsável legal, ou então, pode retirar na unidade de doação um modelo de declaração (também disponível no site), levar para mãe, pai ou responsável legal assinar e aí reconhecer firma a assinatura.

Se o menor de idade for emancipado pode ir sozinho ao Hemosul e apresentar o documento de emancipação. Se for casado, levar a certidão de casamento que já é suficiente para a liberação.

O doador deve estar bem alimentado para doar sangue. Não se pode doar sangue em jejum. Mas deve-se evitar alimentos com excesso de gordura quando for realizar a doação. É recomendado alimentação saudável.

Maiores informações relacionadas a doação de sangue no Mato Grosso do Sul podem ser conferidas no site do Hemosul.

*matéria atualizada às 15h25 para correção de informação

Com problema em válvula do coração, influenciadora de MS precisa de doação de sangue
Mais notícias