Com poucos ônibus, funcionários do HRMS reclamam de demora para chegar ao trabalho

Ônibus do transporte público tem passado com largo intervalo apenas para os funcionários da saúde após decreto

Com horários em largos intervalos e itinerários longos, os funcionários do HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul) relataram a demora que estão enfrentando para conseguir chegar ao hospital.

O transporte público foi suspenso temporariamente após decreto municipal para impedir a circulação e risco de contaminação da população frente a pandemia do Covid-19, o novo coronavírus, desde o último sábado (21).

De acordo com o presidente do SINTSS-MS (Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social), Ricardo Bueno, a reclamação tem chegado por parte dos trabalhadores que precisam usar o transporte coletivo para chegar ao hospital.

“O fluxo que fizeram ficou meio na contramão. Os ônibus passam nos bairros e vão para a praça central e de lá, os funcionários vão para os hospitais. O HRMS está no olho do furacão e deveria ter um fluxo diferente”, comentou. O hospital foi definido como referência diante do atendimento e tratamento do coronavírus em Mato Grosso do Sul.

A reportagem entrou em contato com o Consórcio Guaicurus para apurar os itinerários e horários dos ônibus que estão atendendo os funcionários da saúde, mas até o fechamento desta matéria, não havia se posicionado.

Mais notícias