Com muitos idosos ainda pelas ruas, Marquinhos avalia suspender passe gratuito

Consórcio vai estimar se uso do transporte coletivo caiu até sexta-feira

A Prefeitura de Campo Grande avalia suspender temporariamente a gratuidade do passe de ônibus para idosos durante a pandemia de coronavírus. Segundo o prefeito Marquinhos Trad (PSD), até sexta-feira (20), o Consórcio Guaicurus fará um levantamento para verificar se houve redução no número de usuários idosos no transporte coletivo.

“Se não cair o número de idosos que estão usando, eu vou bloquear o passe deles”. O público é o principal no grupo de risco, caso contraia a doença. Muitos idosos também estariam relutando em se manterem em isolamento, por isso a preocupação. “O governo federal está decretando calamidade”.

Marquinhos Trad se reuniu com o diretor-presidente do Consórcio Guaicurus, João Rezende, nesta manhã. Também ficou acordado que os ônibus terão a higienização redobrada.

Sobre a possibilidade de aumentar o número de linhas, para evitar aglomerações, o prefeito afirmou que a medida será adotada, caso seja necessário. A atitude ainda não foi adotada, porque, segundo disse o presidente ao prefeito, 40% dos usuários do transporte é composto por estudantes, que já foram liberados de aulas. Portanto, a tendência é a lotação diminuir.

As medidas são adotadas porque a contaminação pelo coronavírus ocorre justamente pelo contato com secreções, ambientes e superfícies contaminadas, daí a urgência em manter isolamento o máximo possível.

Com muitos idosos ainda pelas ruas, Marquinhos avalia suspender passe gratuito
Mais notícias