Com mais 45 infectados, indígenas são 47,5% de contaminados pela Covid-19 em Aquidauana

De 616 casos confirmados de moradores infectados, 293 são das aldeias indígenas

Após a visita do secretário nacional da Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena) em MS para avaliar o surto da Covid-19, o novo coronavírus, nas aldeias de Aquidauana, um novo boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde Municipal mostrou que a doença tem infectado em massa os moradores. Com mais 45 casos confirmados nas aldeias, os indígenas agora representam 47,5% do total de contaminados pelo vírus na cidade.

De acordo com o boletim, foram registrados 66 casos positivos de coronavírus em 24h, sendo 65 pacientes e 1 óbito. Os 65 casos ativos estão divididos em: 20 pessoas na zona urbana e 45 indígenas nas aldeias. Desta forma, as aldeias somam 293 infectados pela doença.

O óbito registrado era um homem, de 77 anos, morador do Distrito de Cipolândia, que já havia testado positivo há dias atrás. Ele estava internado em leito do Hospital Regional de Aquidauana e não resistiu a doença, falecendo nesta sexta-feira (7).

A situação do coronavírus nas aldeias de Aquidauana preocupa autoridades de saúde do município. A doença tem se espalhado cada vez mais nas comunidades indígenas e casos começaram a surgir com após um evento realizado dentro de uma aldeia, que causou aglomeração. Vale lembrar que, com o aumento nos casos e mortes na cidade, um relatório recomendou um lockdown de mais sete dias na cidade.

Atualmente, são 323 moradores da zona urbana infectados e 293 moradores das aldeias indígenas contaminados pelo coronavírus. Ou seja, 47% dos casos confirmados são de indígenas. Além disso, das 19 mortes registradas em Aquidauana, 12 são de indígenas.

Pacientes do interior ‘sobrecarregam a Capital’

Apesar da confirmação da SES de que o Ministério da Saúde encaminharia novos leitos de UTI para a Aquidauana para tratar os pacientes com coronavírus, os leitos em Campo Grande continuam lotando e, para o prefeito Marquinhos Trad (PSD), a lotação seria por conta dos encaminhamentos de Aquidauana para os hospitais de Campo Grande.

“Todos esses pacientes deveriam ficar em Aquidauana”, afirmou Marquinhos. De acordo com o plano municipal de Saúde de Aquidauana, fazem parte da microrregião os seguintes municípios: Aquidauana, Anastácio, Miranda, Bodoquena, Nioaque e Dois Irmãos do Buriti. Sendo que a única cidade que ainda não enviou pacientes para a capital, é Bodoquena.

Com mais 45 infectados, indígenas são 47,5% de contaminados pela Covid-19 em Aquidauana
Mais notícias