Com crise financeira, universidade estuda fechar clínica Saúde Auditiva e encerrar atendimentos

Direção ainda avalia suspensão das atividades em consequência da pandemia de coronavírus

Funcionando há mais de 10 anos em Campo Grande, a direção da Clínica-Escola da UCBD (Universidade Católica Dom Bosco), está avaliando encerrar as atividades na Saúde Auditiva, em consequência da pandemia da , o novo coronavírus.

O local também oferece atendimentos gratuitos à mais de 20 mil pacientes nas áreas de fisioterapia, psicologia, fonoaudiologia, enfermagem, farmácia, serviço social e nutrição, além de contribuir para formação acadêmica a aprendizado dos estudantes.

A unidade ainda conta com assistência do SUS (Sistema Único de Saúde), e oferecia até aparelhos auditivos para pacientes com deficiência, principalmente ao público infantil, ajudando na identificação precoce.

Em nota, a universidade confirmou que a possibilidade ainda está em avaliação pela comissão da unidade.

“Tal fato atingiu de forma gravemente impactante toda a economia do país, inclusive das instituições de ensino, motivo pelo qual, todos os convênios passaram a ser revistos, dentre eles, o convênio com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) para atendimento auditivo do SUS, que ainda está em tratativas sobre a continuidade ou não”, informa o comunicado.

De acordo com uma acadêmica, que preferiu não se identificar, as atividades já estão sendo encerradas e os pacientes com problemas auditivos estão sendo dispensados. Por enquanto, os atendimentos que estão sendo realizados são os que já estavam agendados e encaminhados pelas unidades básicas de saúde do Estado até o mês de novembro.

Vale ressaltar que os demais atendimentos e a contribuição na formação dos estudantes continuam normalmente.

*Material atualizado às 15h00.

Com crise financeira, universidade estuda fechar clínica Saúde Auditiva e encerrar atendimentos
Mais notícias