Outra equipe deixa operação de combate aos incêndios no Pantanal

Bombeiros de outros estados estavam nas ações há dois meses.

Os militares do Bombeiro de Bombeiros do Paraná e Distrito Federal foram desmobilizados, nesta sexta-feira (23), após dois meses de trabalho aos combates em incêndios no de Corumbá, a 417 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com a equipe, com a diminuição considerável no número de focos, por conta das chuvas dos últimos dias, as equipes foram reduzidas, porém, os monitoramentos das regiões continuam com brigadistas do Estado e Prevfogo/Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

Para agradecer aos esforços, será feita uma solenidade aos bombeiros e brigadistas que atuaram na Operação II, neste sábado (24). Ainda hoje, bombeiros e brigadistas estão monitorando focos que acontecem no Parque Estadual do Rio Negro.

Aos poucos as equipes estão deixando os locais, na segunda-feira (19), os 41 militares de Santa Catarina e das Forças Armadas também deixaram as ações.

Desde janeiro a outubro, cerca de 1,9 milhão de hectares foram destruídos pelas chamas que devastaram o bioma pantaneiro. Foram registrados recordes de queimadas em 2020, sendo 96% em Corumbá, Miranda, Ladário, Aquidauana e Anastácio.

Outra equipe deixa operação de combate aos incêndios no Pantanal
Mais notícias