Com avanço do coronavírus, Miranda retoma toque de recolher e proíbe consumo de álcool na rua

Circulação de pessoas está proibida das 22 horas às 5 horas

Diante do aumento de casos de coronavírus em , o município de Miranda, a 203 km de Campo Grande, decidiu retomar o toque de recolher. A circulação de pessoas será proibida das 22 horas às 5 horas da madrugada.

O decreto foi assinado pelo prefeito Edson Moraes (), na tentativa de evitar a disseminação do coronavírus no município e atende a recomendação do (Ministério Público de ).

De acordo com decreto, as atividades comerciais e bebidas por meio de aplicativos, internet, telefones ou outros instrumentos similares para entrega domiciliar, conhecida como delivery, com proibição de retirada das encomendas no local do estabelecimento comercial, poderá funcionar até a meia-noite.

A medida ainda proíbe o consumo de bebidas alcoólicas, narguilé, e tereré, bem como caixas térmicas, coolers, isopores e similares, nas vias públicas em especial nas avenidas e praça Agenor Carrilho.

“É importante que nesse momento, em que as autoridades sanitárias já falam de uma segunda onda da doença, que a população compreenda e respeite as determinações elencadas nesse novo decreto. Só vamos vencer essa pandemia e diminuir o risco de contagio da doença se entendermos a necessidade do distanciamento social, do uso de máscara, da higienização constante das mãos”, disse o prefeito Edson Moraes ao site O Pantaneiro.

Em Miranda, já são 1.406 casos confirmados do coronavírus. Há 24 pacientes em isolamento domiciliar e três internados em outra cidade. Já foram registrados 34 óbitos.

Com avanço do coronavírus, Miranda retoma toque de recolher e proíbe consumo de álcool na rua
Mais notícias