Com avanço de coronavírus, cidades do interior de MS ampliam plano de prevenção

Atrás de Campo Grande, Batayporã, Nova Andradina e Três Lagoas montam plano para conter avanço do Covid-19

As cidades do interior de Mato Grosso do Sul estão registrando alta significativa no avanço do novo coronavírus (Covid-19). O boletim epidemiológico da SES (Secretaria Estadual de Saúde) divulgado hoje (8), apontou que o número de casos confirmados da doença dobrou em Três Lagoas, Batayporã e Nova

Andradina. As prefeituras montam plano de ação para reduzir crescimento de notificações no Estado.
O prefeito de Nova Andradina, Glberto Garcia (PR) se reuniu nesta tarde com o Comitê de Crise e definiram que agências bancárias devem funcionar com restrição como agendamento de atendimento, antecipar abertura e atendimento exclusivo para idosos e pessoas do grupo de risco. Máscaras também serão doadas para aqueles que não podem comprar. O prefeito também ressaltou que será proibido pessoas transitando pela cidade sem máscaras.

Com 8 casos confirmados, a Secretaria de Saúde de Três Lagoas criou na tarde hoje um novo método de triagem nas unidades de saúde para os pacientes com sintomas de Covid-19. Em nota, a prefeitura informou que foi criado a Unidade de Gripe, um setor especifico para atendimento de pacientes com sintomas da doença.

“O paciente passará por triagem e atendimento médico. Identificados os sintomas gripais, o cidadão receberá normalmente a prescrição de medicamentos e será orientado ao repouso ou isolamento em casa. A medida em dividir o atendimento é evitar a proliferação do coronavírus e prestar o melhor atendimento à população três-lagoense, nos atendimentos de urgência e emergência aos casos gripais”, ressalta a nota.

Com duas mortes e 6 casos confirmados, a secretaria de Saúde de Batayporã também adotou a triagem como método para reduzir o crescimento da infecção. A unidade irá atender os pacientes com sintomas graves. A recomendação é que as pessoas assintomáticas busquem orientações pelo telefone. Testes rápidos também estão sendo solicitados.

“Dessa forma conseguiremos isolar nossas unidades de saúde, impedindo que esses pacientes tenham contato com demais usuários que buscam atendimento por outro motivo”, explicou secretária municipal de Saúde, Marcela Leite. “Pedimos incansavelmente para que as pessoas só saiam de casa se for extremamente necessário. Nossos heróis da Saúde e equipe de Governo estão trabalhando muito para evitar que notícias como essa aconteçam, mas só vamos vencer se a população nos ajudar nessa batalha”, complementou o prefeito Jorge Takahashi (PMDB).

Com avanço de coronavírus, cidades do interior de MS ampliam plano de prevenção
Mais notícias