Coronavírus: Governo de MS estuda abrir processo seletivo para profissionais da saúde

Geraldo Resende volta a descartar reativação do Hospital de Campanha no HRMS.

O secretário da SES (Secretaria Estadual de Saúde), Geraldo Resende, informou, nesta quarta-feira (25), que 10 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) devem ser reativados no HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul) e um processo seletivo deve ser aberto para contratação de novos profissionais da saúde, para atuar na linha de frente de combate ao , o novo coronavírus.

Rezende participou de uma reunião com hospitais de Campo Grande, na manhã de hoje. As unidades afirmam que todas estão lidando com lotação considerável e preocupante por conta do aumento de casos da doença.

“Quase não tem mais leitos, a maior parte está ocupada por pacientes com ou sem . Nós estamos lutando para reativação de 10 leitos no HR e o governo autorizou um processo seletivo para contratação de profissionais da saúde capacitados, que abre nos próximos dias. Não tem como restabelecer os leitos que tínhamos no início da pandemia em curto prazo, em vista dos recursos humanos”, explicou.

De acordo com o secretário, as medidas e publicações no Diário Oficial devem ser lançadas com urgência, em vista do aumento de quase 70% na taxa de internação e testes positivos registrados nos últimos 15 dias. Porém, descarta novamente a reativação do Hospital de Campanha.

“Ele foi instalado em um momento diferente da pandemia. Hoje, nós percebemos que precisamos de pessoas qualificadas para atuar na linha de combate e leitos. Nós entendemos que ou a doença se expressa nas pessoas que podem ser tratadas em casa ou de forma grave, que precisa da internação. A campanha tem um custo altíssimo e não tem necessidade nesse momento”, finaliza.

Conforme o boletim epidemiológico de hoje, MS soma 94.652 casos confirmados de Covid-19, sendo 905 novos registros e 4 mortes. Com bases nos números, a média móvel no Estado foi calculada em 714 casos por dia, nos últimos 7 dias. O boletim traz que nas últimas 24 horas foram registrados quatro óbitos, elevando o total de vítimas fatais em MS para 1.742 e a média móvel em 6,1 óbitos por dia, nos últimos 7 dias, além de taxa de letalidade de 1,9%.

Coronavírus: Governo de MS estuda abrir processo seletivo para profissionais da saúde
Mais notícias