Com até 100% de lotação nos hospitais, SES discute ampliação de leitos em Campo Grande

Reunião contará com representantes de hospitais públicos e particulares

Uma reunião deve ser realizada ainda nesta quarta-feira (25) para discutir a taxa de ocupação dos leitos de (Unidade de Terapia Intensiva) de Campo Grande diante do aumento de casos de coronavírus. A reunião deve reunir secretários de saúde e hospitais públicos e particulares da Capital. 

O secretário de saúde comentou sobre a reunião na live da SES (Secretaria de Estado de Saúde) e disse que espera a ampliação de leitos nos hospitais da Capital. 

“Ainda hoje espero que o Hospital Regional, tenha cobrado a direção que é ligada à SES, que possamos com a colaboração do município colocar mais 10 leitos. A taxa de ocupação do Regional, da Santa Casa, Unimed, chega a 100%, não há leitos de nesses hospitais. Queremos fazer apelo que expandam suas redes de assistência hospitalar”, disse.

A taxa de ocupação de leitos de públicos na macrorregião de Campo Grande é de 82%. Este número ainda não é tão alto por que a macrorregião abrange outros municípios menores, que ainda não tem tantos internados. Porém, a SES alerta que a situação é crítica na cidade de Campo Grande.

“A maioria das internações são na Capital. Temos municípios grandes, como Três Lagoas que têm taxa pequena. Queremos chamar a atenção, já marquei com a secretaria municipal de saúde, hoje mesmo já me reportei ao prefeito e governador, que tenhamos um entendimento de que medidas devemos adotar em conjunto para enfrentamento desse novo momento da doença”, disse Resende.

Com até 100% de lotação nos hospitais, SES discute ampliação de leitos em Campo Grande
Mais notícias