Com 80,2 milímetros, chuvas em Campo Grande ficam abaixo da média em março

Número representa o menor valor desde de 2015, quando as chuvas no mês registraram 71,6 milímetros

As chuvas em Campo Grande neste mês de março ficaram abaixo da média esperada. De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), todo o acumulado foi de 80,2 milímetros, enquanto o esperado era de 135,2 milímetros, correspondendo a 59% da totalidade das chuvas para o mês.

Este número representa o menor valor desde o ano de 2015, quando as chuvas em março registraram 71,6 milímetros. O acumulo mensal de março de 2020 entrou como quinto menor valor observado pelo instituto nos últimos 17 anos dos dados para amostragem.

O Inmet ainda explica que Campo Grande teve apenas 5 dias com registros de chuvas mensuráveis, tendo 8 dias abaixo da média histórica que é fixada em 13 dias. No último domingo (29), a cidade apresentou o maior volume de chuvas no período de 24 horas com 34,0 milímetros registrados.

Com 80,2 milímetros, chuvas em Campo Grande ficam abaixo da média em março
(Foto: Divulgação, Inmet)

Com poucas chuvas no mês, as temperaturas se elevaram rapidamente e a média da máxima na capital sul-mato-grossense ficou em 32,7 graus, acima da média história de 31,3°C. A média das temperaturas mínimas também ficaram acima da média: 21,4°C, representando 0,6° graus acima da média que era de 20,8°C.

A menor temperatura do mês foi de 17,8°C no último dia 24 e a máxima do mês aconteceu no dia 14, com 35,6°C. A menor amplitude térmica diária foi de 7,7 °C, no dia 20, que é a diferença entre a temperatura máxima e a mínima em um mesmo dia.

Nos últimos 4 meses de observação os volumes de chuva na capital vieram se alternado entre acima – nos meses de dezembro e fevereiro – e abaixo – nos meses de janeiro e março. Março, inclusive, é o mês que costuma apresentar a transição entre o trimestre mais chuvoso de verão e o seco de inverno.

Com 80,2 milímetros, chuvas em Campo Grande ficam abaixo da média em março
Mais notícias