Com 50 casos ao dia, é assustador ver gente sem máscara nas ruas de MS, diz secretária

Saúde alerta para aumento desenfreado do novo coronavírus nos próximos dias

“É assustador ver pessoas nas ruas de Campo Grande, do Estado inteiro, principalmente nos bairros, em estabelecimentos, sem máscaras”, alertou a secretária-adjunta de Saúde Christinne Maymone nesta sexta-feira (22) sobre a disseminação do novo coronavírus em .

Com incremento de mais de 50 novos casos ao dia nesta semana, contra os cerca de 20 da semana anterior, o Estado vive situação de expansão da pandemia de , ‘mas as pessoas parece que ainda não perceberam’, comentou a secretária. “Sempre que puderem, fiquem em casa. Se precisa ir trabalhar, sai para trabalhar e volta para casa. Não fique se expondo para se contaminar’, alertou.

Bastaram apenas 11 dias para que dobrasse o número de casos do novo coronavírus, na 22ª semana de pandemia da doença no Brasil. São 805 positivos, com 17 mortes e 487 pessoas em isolamento domiciliar. 34 pacientes estão internados com a doença.

O dado coloca em alerta especialistas e a SES (Secretaria de Estado de Saúde), que se preocupa como número crescente de notificações positivas para a no Estado. Mesmo que seja o ente federativo com menor número de conformações e óbitos, a rapidez com quem a doença avança pelo Estado demonstra que é possível que a ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) possa não ser mais tão confortável como a atual.

Distância e máscaras

Mesmo que seja o Estado brasileiro com menor incidência de casos, é preciso seguir atento, mantendo distância social, lavando as mãos constantemente e usando máscaras nas ruas. Sempre que possível, é preferível ficar em casa porque cerca de 60% dos portadores do não tem nenhum sintoma, mas podem contaminar outras pessoas, principalmente idosos, complicando a saúde dos mais vulneráveis, que podem chegar a óbito após serem contaminados.

 

 

Com 50 casos ao dia, é assustador ver gente sem máscara nas ruas de MS, diz secretária
Mais notícias