Com 289 novos positivos, MS se aproxima de 8 mil confirmações do novo coronavírus

São 7.956 casos confirmados e 76 mortes registradas, sem contabilizar 5 óbitos relatados após consolidação dos dados e que vão integrar a próxima edição do boletim

O do coronavírus desta terça-feira (30) apresentou total de 7.965 casos confirmados de em MS, com incremento de 289 novos diagnósticos nas últimas 24h, caracterizando, ainda, uma curva de crescimento exponencial.

O boletim aponta que MS já tem 361 notificações, das quais 7.956 foram confirmadas e 32.703 descartadas. Segundo a SES, 2.067 amostras estão em análise no Lacen-MS (Laboratório Central de MS) e 1.626 aguardam encerramento nos municípios.

Distribuição dos novos casos

Os 289 novos casos colocam Campo Grande pelo 6º dia seguido como a cidade com maior número de confirmações, com 140 diagnósticos, seguida por Dourados (49), Rio Brilhante (10), São Gabriel do Oeste (8), Corumbá (7), Caarapó (6), Fátima do Sul e Naviraí (5, cada) e Aparecida do Taboado, Glória de Dourados e Mundo Novo (4, cada).

Com 3 positivos, cada, estão Bataguassu, Batayporã, Coxim, Douradina, Nova Alvorada do Sul e Ponta Porã. Com 2 casos, cada, estão Chapadão do Sul, Ladário, Maracaju, Nova Andradina, Rio Verde de MT, Sidrolândia e Sonora.

Com um registro de estão: Anastácio, Angélica, Aquidauana, Brasilândia, Caracol, Coronel Sapucaia, Deodápolis, Itaporã, Itaquiraí, Jateí, Porto Murtinho, Rio Negro e Terenos. Costa Rica e Bonito passaram por retificação, com retirada de 1 e 2 registros, respectivamente.

Com 289 novos positivos, MS se aproxima de 8 mil confirmações do novo coronavírus
Foto: SES | Reprodução

76 óbitos oficiais – 81 relatados

O boletim desta segunda-feira (30) confirmou mais uma vítima fatal de , totalizando 76 óbitos. Porém, a SES anunciou que após a consolidação dos dados, mais 5 mortes foram relatadas e deverão integrar a próxima edição do boletim epidemiológico.

O 76º óbito, no caso, refere-se a um homem de 61 anos e sem comorbidades, residente de Ponta Porã. O caso foi notificado no último dia 23 e o falecimento no dia 29. Vale destacar que o total de óbitos neste mês – considerando os 5 registros que ainda não integram dados oficiais – já é de 61.

Casos ativos e internações

Dos 7.965 casos confirmados nesta segunda, 4.387 estão recuperados e 3.578 são casos ativos. Destes, 3.322 estão em isolamento domiciliar e 188 pacientes estão internados – além de 3 de outros estados que não integram as estatísticas do boletim local.

As internações contam com 91 pacientes em leitos clínicos (57 na rede pública e 33 na privada, além de um internado no PR). Em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), são 92 internações, sendo 58 em leitos públicos e 33 em privados, além de um internado no PR.

Com 289 novos positivos, MS se aproxima de 8 mil confirmações do novo coronavírus
Foto: SES | Reprodução

Com isso, a taxa de ocupação de leitos cativos para no SUS (Sistema Único de Saúde) passa por nova alteração. No cálculo que considera tanto pacientes confirmados da doença como os casos suspeitos, a taxa de ocupação de leitos clínicos é de 15%. Já de UTI é de 39%.

Vale lembrar as taxas de ocupações globais – que levam em conta pacientes com suspeita de , pacientes confirmados e demais enfermidades: Campo Grande tem 67% dos 212 leitos de UTI ocupados, contra 60% em Dourados (102 leitos), 54% em Três Lagoas (35 leitos) e 60% em Corumbá (20 leitos). Confira as tabelas abaixo para detalhamentos.

Avanço da em MS

Com a estreia de Porto Murtinho e Coronel Sapucaia na estatística, o coronavírus já está em 70 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, ou seja, 89% do território estadual.

A SES também informou os municípios com maior número de casos. Neste contexto, seis dias seguidos na liderança de registros deixam Campo Grande (2.168 confirmações) e Dourados (2.536 confirmações) mais próximos em números. Confira o detalhamento nas tabelas abaixo – a diferença caiu para368 casos positivos.

Clique AQUI para conferir o boletim na íntegra.

Com 289 novos positivos, MS se aproxima de 8 mil confirmações do novo coronavírus
Mais notícias