Com caso confirmado em SP, Mandetta destaca vigilância das fronteiras contra coronavírus

Mato Grosso do Sul tem um caso sob suspeita

Em coletiva nesta quarta-feira (26), o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta destacou a importância de cuidar das fronteiras do país com o primeiro caso de coronavírus confirmado no Brasil. Em Mato Grosso do Sul, um paciente homem está em isolamento desde a última terça-feira (24) no Hospital Regional de Ponta Porã.

Segundo Mandetta, há pouco fluxo de brasileiros para a China e vice-versa, mas é preciso cuidar das fronteiras. “É preciso ter maior vigilância, mas há pouco fluxo de passageiros do Brasil para a China”, comentou na coletiva. O ministro também destacou que os países que enfrentam maiores notificações da doença estão no inverno, que facilitam a proliferação da doença, diferente do Brasil.

Nesta quarta-feira, a SES (Secretaria Estadual de Saúde) confirmou que um paciente homem, que veio da China até Assunção, capital do Paraguai, está internado desde terça no Hospital Regional de Ponta Porã com a suspeita da doença.

Brasil em alerta

Na segunda-feira (24), o Ministério da Saúde informou que ampliou os critérios para definição de caso suspeito para o Covid-19. Com isso, o Brasil passa a ser o primeiro país da América Latina com um caso confirmado do novo vírus que já matou 2.708 pessoas no mundo.

Agora, também estão enquadradas com suspeitas pessoas que apresentarem febre e mais um sintoma gripal, como tosse ou falta de ar, e vierem dos seguintes países: Alemanha, Austrália, Emirados Árabes, Filipinas, França, Irã, Itália, Malásia, Japão, Singapura, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Tailândia, Vietnã e Camboja, além da China.

“A decisão da pasta de aumentar o nível de segurança e sensibilidade da vigilância surgiu da preocupação que esses países têm gerado em decorrência da grande quantidade de casos do novo coronavírus nos últimos dias. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), esses países têm pelo menos cinco casos com transmissão interna da doença”.

Com caso confirmado em SP, Mandetta destaca vigilância das fronteiras contra coronavírus
Mais notícias