Classificado por grupos e com regras, comércio de Campo Grande reabre dia 6

Academias, bares e shoppings, por exemplo, seguem proibidos de abrir

Em Campo Grande, a volta gradual do comércio começa na próxima segunda-feira (6). Apenas estabelecimentos classificados pela prefeitura em escala que vai de 0 a 5 poderão retornar às atividades, durante a pandemia do coronavírus. Inicialmente, o comércio do Centro, por exemplo, vai funcionar das 9h às 16h30.

A íntegra do decreto do município com listagem e pontuação de casa setor está disponível neste link, na edição extra desta sexta-feira, a partir da página 3.

Segundo o secretário da Semadur ( Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Gestão Urbana), Luiz Eduardo Costa, o plano de diretrizes do enfrentamento do Covid-19 nas atividades comerciais em Campo Grande foi realizado pensando no regramento e separação para as atividades econômicas.

O novo decreto diz respeito às atividades ainda não definidas por decretos anteriores e consideradas como não essenciais. “Foi assim que começamos a entender se o estabelecimento é de fato um que pode ter controle, ou precisa de estudos muito mais aprofundados”, comenta Luiz.

Classificação do comércio

Segundo o secretário, as atividades foram definidas “de zero a cinco, sendo que cinco é esse estabelecimento que pode ser aberto”. O grupo quatro e cinco poderão retornar às atividades, com regras e restrições, a partir do dia 06 de abril, das 09 às 16h30.

Os grupos três e dois estão autorizados a funcionar a partir do dia 13 de abril. E os grupos um e zero estão proibidos de retornarem às atividades, devido ao baixo índice de controle da contaminação do coronavírus. “Só tem uma forma de abrir o comércio, terá que apresentar um plano assinado por DRT, que será avaliado por outro grupo técnico a possibilidade de abrir”, explica o secretário, sobre os grupos classificados como um e zero.

Conforme o decreto do município, seguem proibidos de funcionar escolas públicas e privadas, atividade presencial de universidades, eventos, cursos e excursões, boates, shows e eventos culturais, academias e clubes de lazer em geral, shoppings centers e bares.

Cumprimento dos decretos

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) pede para que a população “só saia para consumir em locais que estão cumprindo todos os regramentos que foram dados por nós, que foram formulados por uma equipe”. Ele afirma que a prefeitura de Campo Grande irá exigir que os estabelecimentos cumpram as medidas decretadas.

Para isso, Marquinhos explica que estão sendo chamados “todos os mil e pouco agentes de saúde, endemia ou sanitários, para sair às ruas e dar o andamento efetivo dos nossos decretos”. Luiz lembra que “a pessoa que vai usar a cidade tem que planejar” e pede para que os campo-grandenses “fiquem em casa, se tiver que sair, que seja planejado e com segurança”.

Durante transmissão ao vivo pelas redes sociais, o prefeito afirmou que dúvidas de lojistas em relação à reabertura do comércio poderão ser tiradas no telefone 4042-1323.

Classificado por grupos e com regras, comércio de Campo Grande reabre dia 6
Mais notícias