Cetremi e 3 escolas de Campo Grande são preparados para receber moradores de ruas na pandemia

Prefeitura criou plano de ação para abordar pessoas em situação de rua para evitar propagação do coronavírus

Plano de ação da Prefeitura de Campo Grande prevê abordagem de moradores em situação de rua e encaminhamento deles para locais de acolhimento – três escolas os receberão. A medida foi tomada diante da pandemia de coronavírus e a condição de risco a que estas pessoas estão ainda mais submetidas neste período.

Segundo o documento, equipes do Serviço Especializado em Abordagem Social da SAS (Secretaria de Assistência Social) farão as abordagens, “com propósito de estabelecer vínculos com os usuários e encaminhá-los ao acolhimento, sensibilizando-os do risco social”.

As pessoas em situação de risco serão acolhidas no Cetremi (Centro de Triagem do Migrante da População em Situação de rua), local já destinado para isso, mas também nas escolas municipais Pe. Thomaz Ghirardelli, no Bairro Dom Antônio Barbosa, Professor Antonio Lopes Lins, localizada no Portal Caiobá, e Doutor Plínio Barbosa Martins, no Jardim das Macaúbas.

O documento o qual o Jornal Midiamax teve acesso prevê rede de serviços por meio de isolamento social, transporte até os locais de isolamento, banho e outras medidas de higienização, alimentação, garantir que os direitos não sejam violados.

O município justifica a medida pela “situação de vulnerabilidade que se encontra neste momento e oferecer acolhimento institucional, situação de isolamento social necessário para não propagação do vírus diante do cenário que está posto, principalmente às pessoas que estão em situação de rua, migrantes e estrangeiros”.

Mais notícias