Castramóvel começa a rodar em bairros carentes a partir de janeiro de 2021, diz Sesau

Unidade oferecerá serviço gratuito de castração para atender população mais vulnerável

O primeiro castramóvel de Campo Grande começará a funcionar em janeiro de 2021, informou a (Secretaria Municipal de Saúde). A unidade móvel conta com kit cirúrgico, gaiolas, transporte da equipe e os insumos. O valor para ativar os serviços é de R$ 400 mil. O extrato do contrato da compra do veículo, no valor de R$ 198,3 mil, está publicado no Diário Oficial.

Com o objetivo de ampliar a oferta de castração gratuita, a unidade vai circular nos bairros que possuem uma maior vulnerabilidade social. Enquanto o animal recebe o procedimento, os tutores vão participar de palestras e orientações. Além da equipe do Castramóvel, o Centro de Controle de Zoonozes (CCZ) via acompanhar a ação nos bairros, atuando nos procedimentos pré e pós-cirúrgicos.

Com a reforma do centro cirúrgico do CCZ e a aquisição do castramóvel, tanto cães quanto gatos poderão ser castrados gratuitamente, sendo cada um no local adequado.

Além da unidade móvel, a prefeitura adquiriu uma van adaptada para carregar o insumo necessário para as castrações, gaiolas e a equipe do CCZ. O investimento, com recursos municipais, foi de R$ 195 mil.

Como funciona?

Para a realização da castração de felinos no CCZ é necessário um agendamento prévio, que há tempo atrás resultava em filas gigantescas na porta da unidade. A partir de maio do ano passado esse processo de agendamento passou a ser informatizado e feito de forma on-line.

No dia 20 de cada mês a agenda para castração abre com 600 vagas para atendimento aos felinos no mês seguinte. Com o castramóvel, o agendamento da cirurgia em cães acontecerá no local onde a unidade estará, atendendo exclusivamente o público daquela região. A quantidade de cirurgias e o tempo em que o trailer estará no local dependerá da demanda da população.

Castramóvel começa a rodar em bairros carentes a partir de janeiro de 2021, diz Sesau
Mais notícias