Casal de aldeia com Covid-19 que viajou fez exames e já está em isolamento

Vizinhos testaram positivo e ambos estão em investigação

Distrito Sanitário Especial Indígena do Mato Grosso do Sul emitiu nota a respeito de um casal da Reserva Indígena de Dourados, moradores vizinhos a um caso confirmado na comunidade, que viajou à aldeia Taynay-Ipegue, em Aquidauana, nesta quinta-feira (28).

Mesmo com a informação da SES (Secretaria de Estado de Saúde), de que ambos não tinham diagnósticos positivo e nem eram casos suspeitos, a orientação foi para que os dois permanecessem em isolamento domiciliar em Dourados.

“Tratam-se de duas pessoas que moram na casa vizinha de caso confirmado na aldeia em Dourados. A recomendação era que os dois ficassem em isolamento domiciliar para monitoramento, caso surgisse sintomas. Por não se tratar de caso suspeito, não havia sido feito exame de diagnostico, até o momento”, afirmou a SES.

O Distrito Sanitário Especial Indígena do Mato Grosso do Sul, reafirmou que os dois não têm diagnóstico positivo para covid-19, que estão assintomáticos em isolamento e aguardam resultados de exames laboratoriais. Leia a nota:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Distrito Sanitário Especial Indígena do Mato Grosso do Sul, esclarece que a família (02 Adultos e 02 crianças) não têm diagnóstico positivo para COVID-19. Vindos da região de Dourados com destino a Aquidauana-MS, neste momento encontram-se assistidos e em isolamento na CASAI (Casa de Apoio à Saúde Indígena) em Campo Grande – MS. Realizaram na data de hoje 29/05/2020 exames para testagem da COVID-19, estão assintomáticos, cooperando com o processo de isolamento e aguardam resultados de exames laboratoriais.

A família está sendo assistida pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI-MS), em conjunto com a Fundação Nacional do Índio (FUNAI), Secretaria Municipal de Saúde Pública de Campo Grande – MS (SESAU-CG) e Secretaria Estadual de Saúde (SES-MS), onde receberam apoio psicossocial e orientações quanto as medidas de prevenção, contágio e manifestações clinicas do novo coronavírus.

O Distrito Sanitário Especial Indígena do Mato Grosso do Sul manifesta publicamente repúdio a quaisquer formas de discriminação, calúnia e difamação contra qualquer pessoa. Reiteramos a necessidade do isolamento social e adoção das medidas preventivas pelas comunidades de acordo com o Plano de Contingência do Distrito Sanitário Especial Indígena do Mato Grosso do Sul em consonância com os demais órgãos sanitários do Brasil.

 

 

 

Casal de aldeia com Covid-19 que viajou fez exames e já está em isolamento
Mais notícias