Campo Grande tem 278 casos de Covid-19, com 166 pessoas em isolamento domiciliar

Pessoas devem, obrigatoriamente, ficar em casa para não infectar outras pessoas

Campo Grande é a cidade de Mato Grosso do Sul com a maior quantidade de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, o . Nesta sexta-feira (29), são 278 pessoas que já foram registradas com a doença. Dessas, 166 devem permanecer em isolamento domiciliar por 14 dias.

De acordo com o banco de dados do Ministério da Saúde, 88 pessoas estão recuperadas e 6 morreram na cidade por causa da doença. Com taxa de contaminação em 3,81, cada doente pode transmitir o coronavírus no Estado para outras 38 pessoas. Por isso, é importante ficar em casa sempre que possível.

Ao todo, 8 crianças de 0 a 9 anos ficaram ou estão ainda infectadas, 12 de 10 a 19 anos, 45 pessoas de 20 a 29 anos, 83 de 30 a 39 anos, 50 de 40 a 49 anos, 39 de 50 a 59 anos e 41 acima dos 60 anos.

A maioria dos doentes em Campo Grande tem asma: 41 do total confirmado. O ranking de comorbidades é seguido por cardiopatia e hipertensão, sendo 39 cada; 27 dos positivos têm também diabetes, 6 têm imunidade frágil e 2 problemas renais.

A Prefeitura de Campo Grande oferece serviço de teleconsulta para orientar à população sobre suspeitos de e outras Síndromes Respiratórias Agudas Graves. Através do número (67) 2020 2170 é possível tirar dúvidas e, inclusive, ser consultado por um médico.

Já o drive thru do coronavírus precisa ser agendado pelo número (67) 3311 6262. A pessoa relata os sintomas à equipe de saúde, que preenche um formulário interno; caso a pessoa apresente algum tipo de sintomas gripais, como febre, coriza, dor na garganta, entre outros, é agendada uma consulta no Batalhão Central do Corpo de Bombeiros, entre a rua 14 de julho com a 07 de setembro.

Mato Grosso do Sul deixou de ser o Estado com a menor incidência da doença, ou seja, menor número de infectados a cada 100 mil habitantes, perdendo o posto para Minas Gerais e Goiás. Mas mantém o menor número de e mortes. Por isso, é preciso seguir atento, mantendo distância social, lavando as mãos constantemente e usando máscaras nas ruas. Sempre que possível, é preferível ficar em casa porque cerca de 60% dos portadores do não tem nenhum sintoma, mas podem contaminar outras pessoas, principalmente idosos, complicando a saúde dos mais vulneráveis, que podem chegar a óbito após serem contaminados.

Campo Grande tem 278 casos de Covid-19, com 166 pessoas em isolamento domiciliar

Campo Grande tem 278 casos de Covid-19, com 166 pessoas em isolamento domiciliar
Mais notícias