Boa notícia: Pela 1ª vez, MS registra queda na média móvel de mortes e casos de coronavírus

Levantamento é do consórcio de imprensa que monitora casos pelo país

Mato Grosso do Sul registrou pela primeira vez uma queda significativa na média de mortes e casos por coronavírus. O levantamento foi divulgado pelo consórcio dos veículos de imprensa, que monitora os casos de pelo país. Os dados divulgados levam em conta a média de mortes nos últimos sete dias, em comparação com a média registrada 14 dias atrás. 

De acordo com dados divulgados pelo consórcio de imprensa, Mato Grosso do Sul registrou uma queda de 18% na média móvel. A média móvel é a média de casos ou mortes nos últimos sete dias no estado. Para calcular, é preciso somar o número de casos com os dos seis dias anteriores. 

Boa notícia: Pela 1ª vez, MS registra queda na média móvel de mortes e casos de coronavírus
Fonte: Consórcio de Veículos de Imprensa

Para saber a tendência, é preciso calcular a variação percentual das médias móveis em um intervalo de 14 dias. Segundo o consórcio de imprensa, se a variação for de até 15%, é considerado estável. Se for acima de 15% positivos, está em crescimento. Se for mais de 15% negativos, está em queda.

A queda na média móvel é significativa, já que Mato Grosso do Sul estava com a curva de transmissão em estabilidade. Nesta semana, o secretário estadual de saúde, comentou que MS está há cerca de nove semanas no platô da pandemia. A queda na média móvel pode ser um indicativo de que o número de casos e mortes por em MS pode enfim começar a cair. 

Após pico, número de casos e mortes deve diminuir em MS

Outro dado positivo para MS é que a curva de transmissão pode passar por queda já a partir desta quarta-feira (22). Professores da (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) divulgaram um novo estudo matemático que aponta a redução de 22,06% na média móvel de novos casos de em MS.

Estudo matemático foi realizado pelos professores Erlandson Saraiva e Leandro Sauer, que apontam que o pico da pandemia de em MS é esperado para esta quarta-feira (22). “Ou seja, a partir de quarta é esperado que o número médio de pessoas infectadas comece a reduzir. Além disso, as projeções não indicam a possibilidade de colapso do sistema público de saúde”, afirmam.

A quantidade de pacientes internados em leitos clínicos reduziu de 271, em 14 de setembro, para 240 na data de ontem (21) e a quantidade de pacientes internados em UTIs reduziu de 230 para 219 no mesmo período. Segundo cálculo feito pelos pesquisadores, o valor da média móvel do número de casos confirmados em 21 de setembro é 660,71, contra 847,71 há sete dias, redução de 22.06%.

Já com relação ao número de óbitos, houve redução de 25,56% dos valores das médias móveis, saindo de 17,57 há 21 dias para 13,43 nessa última segunda-feira.

Boa notícia: Pela 1ª vez, MS registra queda na média móvel de mortes e casos de coronavírus
Mais notícias