Bebê de um ano está entre infectados por coronavírus em aldeia indígena de MS

Outras quatro crianças, sendo três meninos de quatro e dez anos e uma menina de nove anos, também aparecem na lista.

Entre as 31 pessoas confirmadas com coronavírus na Reserva Indígena de Dourados.  em Mato Grosso do Sul, está um bebê de apenas um ano de idade. A informação faz parte do Boletim Epidemiológico do Dsei-MS (Distrito Sanitário Especial de Saúde Indígena de Mato Grosso do Sul).

Além do bebê, que é do sexo feminino, outras quatro crianças, sendo três meninos de quatro e dez anos e uma menina de nove anos também aparecem na lista de infectados. Além disso, na lista de testagens positivas estão mais duas adolescentes. Todo estão em isolamento domiciliar.

Dados do Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavírus revelam  que a maior parte desses casos confirmados na Reserva Indígena fazem parte da rede de contato da paciente que trabalha em um frigorífico do grupo JBS  .

Dados do Boletim do Dsei-MS também revelam que há apenas um caso suspeito em uma aldeia em Japorã. Nas demais comunidades de Mato Grosso do Sul não foram apresentadas nenhuma testagem positiva. Além disso, até agora já foram descartados 97 casos.

Ação do MPF

Uma ação civil pública do MPF (Ministério Público Federal),  com pedido urgente de tutela provisória,  quer que a União seja obrigada a adquirir e distribuir equipamentos de proteção individual (EPIs) ao Dsei-MS (Distrito Sanitário Especial Indígena de Mato Grosso do Sul).

A ação lista ainda outras demandas urgentes, como a instituição e disponibilização de equipes de resposta rápida para a investigação dos casos confirmados de coronavírus, o abastecimento do estoque de insumos e medicamentos para atendimento de pacientes nos polos base do Dsei, além da avaliação de estratégias de isolamento fora das comunidades e em locais adequados.

Bebê de um ano está entre infectados por coronavírus em aldeia indígena de MS
Mais notícias