Aumenta para 27% área desmatada por incêndios no Pantanal, indica Ibama

Área total do bioma pantaneiro consumida pelo fogo é de 4,1 milhões de hectares

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), divulgou, nesta terça-feira (13), a atualização dos dados de queimada no . De janeiro a este domingo (11), cerca de 27% de área do bioma pantaneiro já foi consumida pelas chamas no período.

De acordo com o analista ambiental do Ibama, Alexandre Pereira, levantamento é feito pelo monitoramento do Lasa (Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais) do Departamento de Meteorologia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

“A área total queimada é de 4,1 milhões de hectares, sendo que no de Mato Grosso corresponde há 2,1 milhões e do MS é de 1,9 milhão, só no ano de 2020”, relata.

Comparando ao mês passado, foram mais de 900 mil hectares destruídos pelos incêndios. No período, o Governo do Estado havia decretado situação de emergência e recebido da União o apoio de R$ 3,8 milhões para aplicar em ações de combate.

No início do mês mais duas aeronaves chegaram para ajudar no combate aéreo, sendo um helicóptero e um avião Air Tractor foram cedidos pela Polícia Militar de Minas Gerais. O efetivo de mais 41 brigadistas também soma a operação.

Animais resgatados

Ainda não há como realizar um balanço de quantos animais e quanto de flora já se perdeu durante o desastre. Veterinários e voluntários trabalham no resgate e no transporte de alimentos em áreas críticas.

A anta de quase 170 quilos resgatada na Serra do Amolar com partes do corpo e patas queimadas, já está sendo tratada no Cras (Centro de Reabilitação de Animais Selvagens) de Campo Grande.

Aumenta para 27% área desmatada por incêndios no Pantanal, indica Ibama
Mais notícias