Após ser destruído por chamas, ninho de tuiuiú é reformado e aves ganham “lar” artificial

Recentemente, famosa no Pantanal, piúva, o ipê-roxo, foi atingida pelo um incêndio.

A famosa piúva (ipê-roso), às margens da , próximo à Estrada Parque de Corumbá, a 417 quilômetros de Campo Grande, ganhou uma paisagem nova, nesta sexta-feira (23), após ter o ninho de tuiuiús destruído pelas chamas que atingiram o Pantanal.

Segundo o Diário Corumbaense, em parceria com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa ), Fundação Meio Ambiente de Corumbá, Energisa e o Instituto Arara Azul, o ninho foi reconstruído de forma artificialmente, ao lado da árvore que abrigava as aves antes do incêndio.

Segundo bióloga e presidente do instituto, Neiva Guedes, o instituto colaborou no conhecimento da técnica de construção dos ninhos artificiais.

Conversando com o pesquisador Walfrido Tomas, da Embrapa Pantanal, quando soube do ninho destruído pelos focos. Conversamos, pensamos que deveria ser feito uma estrutura artificial para abrigar o novo ninho. Assim como as araras azuis, os tuiuiús são fiéis também locais de reprodução e voltam todos os anos, por décadas para se reproduzir. O ninho também tem histórico para quem passava pela BR”, disse

Os tuiuiús são aves símbolos do Pantanal e a piúva com o ninho foi tombada como patrimônio histórico do município e cultura regional, em 2011.

Na época, a (Polícia Rodoviária Federal), informou que uma faísca pode ter causado as chamas que atingiram o local. Segundo pesquisadores, não havia filhotes no ninho e parecia não estar sendo utilizados pelos animais.

Após ser destruído por chamas, ninho de tuiuiú é reformado e aves ganham “lar” artificial
Mais notícias