Após população ajudar, Sisep tenta tirar pichações de monumentos em Campo Grande

Ainda na terça, moradores da região tentaram limpar os letreiros, mas sem sucesso

Equipes da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) de Campo Grande tentam limpar nesta quarta-feira (30) o painel e o monumento maçom instalados no centro da rotatória da Coca-Cola, entre as Avenidas Gury Marques e Interlagos, vandalizados com pichações nesta semana. Ainda na terça, moradores da região tentaram limpar os letreiros, mas sem sucesso.

Segundo a Sisep, são usados água, sabão e produtos para limpeza de pedra, além de jatos d´água e esfregadores para retirar a tinta vermelha jogada no local.

Também foram aumentadas as rondas aos monumentos para tentar barrar a ação de vândalos.

Pichação

O letreiro, que foi inaugurado ainda no ano passado em comemoração ao aniversário da Capital de 120 anos, foi manchado com tinta vermelha e terra. O Ipê rosa, em alusão a arborização de ipês instalado neste ano, também foi atingido pelos vândalos que usaram tinta vermelha.

Ao lado, o monumento maçom, inaugurado em 2005, e que representa a construção e desenvolvimento da cidade, também foi alvo dos pichadores.

Ainda não se sabe quem praticou o ato, mas o caso está sendo investigado.

A pichação é considerada vandalismo e crime ambiental pela Lei n° 9.605/98, que prevê prisão de 3 meses a 1 anos, tanto em propriedades privadas como públicas. Ainda de acordo com a Lei n°12.408/2011, a pichação em monumentos ou prédios tombados tem pena de 6 meses a um ano de detenção e multa.

Após população ajudar, Sisep tenta tirar pichações de monumentos em Campo Grande
Mais notícias