Após festinha em casa de idosa, Brasilândia confirma o segundo caso de coronavírus

18 pessoas estão isoladas, em investigação, e casos suspeitos já são 3

A Prefeitura de Brasilândia divulgou confirmação do segundo caso de , causada pelo novo coronavírus. Até esta manhã, são dois casos confirmados, 18 em investigação e 3 considerados suspeitos (atendem os critérios técnicos do Ministério da Saúde).

O segundo caso é referente a um homem de 57 anos, que recebeu atendimento no Hospital Dr. Júlio César Paulino Maia. Devido à gravidade, ele está internado em Três Lagoas, no Hospital Nossa Senhora Auxiliadora. O paciente seria genro da idosa de 70 anos que estreou o município no Boletim Epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde), na última terça-feira (5).

Após festinha em casa de idosa, Brasilândia confirma o segundo caso de coronavírus
Reprodução | Prefeitura de Brasilândia

Ainda ontem, com o anúncio do primeiro caso confirmado, a Prefeitura começou a divulgar o Boletim do . “Reforçamos a necessidade de evitar aglomerações (festas, reuniões) e se possível, evitar visitas de pessoas de outras cidades, assim também em se deslocar para outros Municípios. Utilize máscaras em locais públicos, lave sempre as mãos e se possível FIQUE EM CASA!”, traz comunicado oficial nas redes sociais do município.

Há uma semana, Brasilândia contabilizava histórico de apenas um caso suspeito, que foi descartado após exame comprobatório. A proximidade com Três Lagoas, que se tornou um dos epicentros da doença em MS, dava a entender que contaminações na cidade seriam questão de tempo. Mas, não se pensava que do dia da noite a Prefeitura iria investigar mais de 20 casos. Numa só família, praticamente.

De acordo com o prefeito Antonio Thiago de Pádua (), em uma live no Facebook da prefeitura na última terça-feira (5), a idosa recebeu visitas de parentes na última sexta-feira (1º), em uma comemoração de aniversário. Com isso, a probabilidade de que os números saltem é grande, o que pode colocar o município em 3º lugar em número de infectados, caso os contágios sejam confirmados, atrás apenas de Três Lagoas.

Casos graves

A SMS (Secretaria Municipal de Saúde) de Brasilândia pontuou ainda ontem que o atendimento de pacientes graves de Brasilândia na rede pública ocorrerá em Bataguassu, e não em Três Lagoas. Brasilândia ainda não dispõe de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

A decisão foi da CIB (Comissão Intergestora Bipartite) – órgão de instância colegiada que decide sobre os atendimentos via SUS – em uma reunião realizada na última quinta-feira (30), em Campo Grande.

Com isso, a decisão é que a descentralização do atendimento não sobrecarregue os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para o tratamento de , somente em Três Lagoas e que só atenderá somente os municípios de Água Clara e Selvíria. Além de Brasilândia, Bataguassu atenderá também pacientes de Santa Rita do Pardo.

Após festinha em casa de idosa, Brasilândia confirma o segundo caso de coronavírus
Mais notícias