Após denúncias de agressão, prefeitura de Bodoquena discute novo comando do batalhão da PM

Comando está sob comando interino do Capitão Solano, subcomandante de Bonito, região que também investiga casos de agressão.

O prefeito Kazu Horri, de Bodoquena, a 265 quilômetros de Campo Grande, realizou na segunda-feira (23), uma reunião com o presidente da Câmara de Vereadores, Mano Pereira e com o Coronel Anderson Avelar, comandante da Primeira Companhia Independente de de Bonito para discutir o novo comando do batalhão da cidade, após o afastamento do comandante acusado de agressão a uma mulher.

O município informou, em nota, que o pelotão da cidade está sendo comandado interinamente pelo subcomandante da região de Bonito, Capitão Solano, até que seja designado um novo comandante.

“Conforme o coronel, o acusado responde a inquérito policial e todas as medidas para garantir que a população não seja desassistida estão sendo tomadas. Além de afastar (o acusado) e investigar o caso, a PM também está realizando processo de nomeação de novo comandante”, explica o comunicado.

O caso ganhou repercussão nesta semana após a divulgação das imagens, onde o PM agride com socos e chutes uma mulher, que já estava algemada, no quartel da polícia, em Bonito.

Ns imagens, a mulher está de pé, na frente do comandante, quando ele a empurra. Ela cai na cadeira, batendo as costas e tenta se defender com os pés. Então, ele revida com chute e uma sequência de socos. Um outro policial se aproxima, mas fica apenas observando a cena até que uma PM mulher entra e o contém.

Na sala estão outros dois homens que ficam alheios. Um que estava sentado só levanta após o PM ser contido.

Após denúncias de agressão, prefeitura de Bodoquena discute novo comando do batalhão da PM
Mais notícias