Após 48h fechado por surto de coronavírus, CTI Pediátrico do HU volta a funcionar

De acordo com o hospital, o surto, que infectou colaboradores e até uma das crianças internadas, já foi controlado

A partir desta segunda-feira (29), o CTI (Centro de Terapia Intensiva) Pediátrico do HU (Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian) está oficialmente reaberto. O setor do hospital não recebeu pacientes desde 27 de junho, após confirmação de um surto de coronavírus entre colaboradores.

Em nota, o HU da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) informou que normalizou as atividades. O hospital volta a “receber novos pacientes conforme as demandas da Central de Regulação de Vagas”.

Sobre o surto de coronavírus, que infectou funcionários e até mesmo uma das crianças internadas, o HU informa que já foi contido. Por fim, o hospital explicou que possui “profissionais em número suficiente para mantermos os cinco leitos disponíveis para a Rede de Atenção à Saúde”.

Surto de coronavírus

De acordo com denúncia anônima recebida pelo Jornal Midiamax, cinco integrantes da equipe do CTI Pediátrico testaram positivo para a doença. Em nota, o HU da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), não confirmou o número e informou que os “colaboradores foram afastados, todos apresentam sintomas leves”.

Assim, o hospital afirma que o caso de investigação epidemiológica começou na última sexta-feira (26), quando a equipe de vigilância “detectou um surto de Covid-19 envolvendo a equipe e um paciente do CTI Pediátrico”. Para evitar a disseminação da doença “nenhum paciente novo será admitido até que toda a extensão do surto seja definida”.

Entretanto, como informado pela denúncia e confirmado pelo HU, uma criança internada testou positivo para o coronavírus. Sobre o estado da paciente infectada, o hospital informou que ela “apresentou sintomas respiratórios leves no início da semana e hoje está assintomática do ponto de vista respiratório”.

Após 48h fechado por surto de coronavírus, CTI Pediátrico do HU volta a funcionar
Mais notícias